by /0 comments

Ações contra trotes vão melhorar nota em avaliação das instituições de ensino superior

Procurador da República Thiago Nobre diz que há uma “verdadeira omissão da universidade que não se preocupa se o aluno vai ser lesionado”
Por sugestão do Ministério Público Federal em São Paulo, as instituições de ensino superior que investirem em ações para coibir o trote estudantil poderão ganhar pontos nas avaliações do Ministério da Educação.

Segundo a Agência Brasil, a Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) irá incluir a temática como quesito no processo de avaliação e a mudança pode começar a valer já em 2012.

“Estudando uma série de casos práticos, percebemos que muitos (trotes) ocorrem em razão da verdadeira omissão da universidade que não se preocupa se o aluno vai ser lesionado ou não, a única preocupação é que o trote seja feito fora da universidade”, disse o procurador da República Thiago Nobre.

O presidente da Conaes, Sérgio Franco, destaca que a avaliação, além de aspectos como a titulação dos professores e a infraestrutura, analisa também como a universidade se relaciona com a comunidade acadêmica. “Não é um aspecto central na avaliação, mas é importante para ver como ela promove aquilo que ultrapassa a transmissão de conhecimento, que é a formação educacional e a transmissão de valores”, disse Franco à agência de notícias do governo federal.

O procurador da República destaca que além das medidas preventivas é preciso punir os agressores. Um dos pontos de acordos firmados pelo Ministério Público com faculdades onde há casos de trotes abusivos é que sejam adotadas medidas administrativas contra os estudantes que agrediram os colegas em trotes, chegando até a expulsão.

A faculdade deve, ao final de cada semestre, reunir os veteranos e explicar quais medidas eles podem sofrer se aplicarem trote nos calouros que estão entrando. Na matrícula, a instituição deve reunir os calouros e dizer que eles não são obrigados a se submeter a trote, e criar um canal para que ele possa comunicar isso, relata o procurador.срмпутешествие на парусной яхтепоршневой для