by /0 comments

Acordo ortográfico será adotado até 2012, diz MEC

O ministério informou também à Agência Lusa que o governo já enviou ao Congresso o projeto de criação da Universidade Luso-Afro-Brasileira (Unilab)

O acordo ortográfico será adotado definitivamente pelo Brasil “no máximo em 2011 ou 2012” disse o ministro da Educação, Fernando Haddad à Agência Lusa, na 7ª reunião de cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa.

Segundo ele, nos próximos 30 dias, o decreto presidencial sobre o acordo estará sob consulta pública, antes de ser publicado oficialmente em setembro ou outubro. “Não há necessidade de que o cronograma seja exatamente o mesmo [em todos os países lusófonos]. Tanto quanto possível sim, mas cada país tem que se adaptar às suas condições”, afirmou.

De acordo com o ministro da Educação, as mudanças são “muito poucas” e o acordo vai permitir reforçar a cooperação entre os países lusófonos nos palcos internacionais. “Ter a mesma ortografia facilita a tradução de documentos, a própria cooperação internacional e faz com que a língua seja aceita como instrumento de trabalho”, afirmou.

Unilab

O ministro disse também que o governo já enviou ao Congresso o projeto de criação da Universidade Luso-Afro-Brasileira (Unilab). “A Unilab será voltada para a África. O objetivo é criar um ambiente político e pedagógico voltado para a integração e promoção da língua. Queremos ser mais fortes com os países da CPLP na defesa da língua. Hoje temos 24 acordos de cooperação, só na área da educação, com países da CPLP”, afirmou.

Para ele, apesar de o projeto da Unilab já estar em andamento, ele só fará sentido após a adoção do acordo ortográfico e com um reforço “decisivo” dos oito Estados-membros da CPLP na promoção do idioma.

Leia a íntegra da matéria da Agência Lusa

nikas кухняigor vittelhow to promote business on instagram