by

Alimentação é cultura

 

Alimentação escolar pode melhorar o processo de aprendizagem, além de ajudar na formação de hábitos mais saudáveis. Lidar com a questão pede conscientização e integração entre gestores, pais e educadores.

Nem sempre, porém os pais aceitam as mudanças na alimentação oferecida pela escola. Essa quebra de hábitos as vezes é vista com desconfiança, afinal muitas famílias tem costumes bastante arraigados. “No início, enfrentamos bastante resistência, mas com estratégias de aproximação, conquistamos a confiança e também o paladar dos pais”, relata Marisa Monteiro, diretora do colégio Ofélia Fonseca, particular.

Alimentação de verdade

A mãe de um aluno, pesquisadora na área de nutrição e alimentação saudável, ofereceu à escola o projeto “Comida de Verdade”. “Achamos a proposta muito positiva e decidimos levá-la adiante”, conta.

Para convencer os pais de que valia a pena investir nos alimentos naturais e oferecer novidades nutritivas e saborosas às crianças eles foram convidados a participar de degustações. “Eles puderam se aproximar e entender que se tratava de algo simples, muito importante e esses estímulos seriam positivos para as crianças”, aponta Marisa.

A ação, unida a conversas e palestras sobre o tema, gerou um nível de consenso que permitiu a implantação e manutenção do projeto.

Por Débora Pinho, da Revista Educação

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone