by /0 comments

Alunos assumem a função de professor em escola paulista

Para combater a falta de professores, 16 alunos entre 14 e 18 anos estão dando aulas para as turmas do sexto e do sétimo ano do ensino fundamental

Para combater a falta de professores, a escola estadual Padre Anchieta, no Brás, centro de São Paulo, decidiu colocar 16 alunos entre 14 e 18 anos para dar aulas para as turmas do sexto e do sétimo ano do ensino fundamental no contraturno. Segundo o jornal Agora, os alunos-professores estudam pela manhã e dão aulas à tarde.

A situação acontece desde abril, quando o professor de português precisou se afastar (a reportagem não diz a causa do afastamento). Os alunos assumiram a função como voluntários e escolheram o período de trabalho: das 13h às 15h30 ou das 15h30 às 18h30, todos os dias.

“Fomos escolhidos após uma ‘peneira’ e ainda estamos em teste”, disse um aluno-professor, de 16 anos, que cursa o nono ano do fundamental, aos repórteres Adriana Ferraz e Fabiana Cambricoli. Outra aluna, do terceiro ano do ensino médio, de 18 anos, disse que o grupo “só ganha o almoço, que é dado no refeitório”. O jornal afirma que os voluntários estão gostando da experiência.

Alguns pais de alunos disseram ao jornal que a intenção também é amenizar confusões ocorridas nos intervalos forçados pela falta de aulas. A mãe de um aluno ficou surpresa, pois pensava que o filho passava as tardes fazendo trabalho na escola.

A direção da escola e não quis falar com os repórteres. A Secretaria de Estado da Educação informou que fará uma “apuração preliminar para esclarecer os fatos”. Informou que a na próxima semana dois professores passarão a atuar no colégio. Segundo a pasta, a escola tem tido dificuldades em encontrar “profissionais qualificados disponíveis”. A secretaria disse ainda que as aulas perdidas serão repostas.

i need a translation websitetranslate from belgian to englishplay free video