by /0 comments

Alunos brasileiros melhoram em matemática e pioram em leitura

Entre 57 países avaliados, o Brasil é o 8º pior em leitura e o 4º pior em matemática, de acordo com o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

O desempenho dos estudantes brasileiro melhorou em matemática, mas piorou em leitura, de acordo com os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), elaborado a cada três anos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Em 2006, o Brasil obteve 370 pontos em matemática, contra 356 em 2003. No ranking de leitura, a queda foi dez pontos: em 2003, o Brasil tinha 403 pontos e passou a ter 393 em 2006, de acordo com o relatório divulgado nesta terça-feira, informa Simone Harnik, do site G1.

Em 2003, 41 países foram avaliados. No ano passado, esse número passou para 57. Na avaliação de leitura, o Brasil é o 8º pior, à frente de Montenegro, Colômbia, Tunísia, Argentina, Azerbaijão, Qatar e Quirguistão. Em matemática, o Brasil é o 4º pior, superando somente a Tunísia o Qatar e o Quirguistão.

Na leitura, o Brasil está no grupo de países que têm mais de 50% dos estudantes com dificuldades para usar a leitura como ferramenta para obter conhecimentos em outras áreas. As habilidades dos estudantes brasileiros estão no nível 1, o mais básico de cinco categorias.

Em matemática, a escala é divida em seis níveis e a média brasileira também se encontra na categoria mais baixa. Segundo a classificação da OCDE, no nível 1, os estudantes conseguem responder a questões envolvendo contextos conhecidos, nos quais todas as informações estão claramente definidas.

Nas primeiras colocações do ranking de matemática estão Taipei (549 pontos), Finlândia (548) e Hong Kong (547). Na lista dos melhores na avaliação de leitura aparecem a Coréia do Sul (556 pontos), a Finlândia (547) e Hong Kong (536).

Em ciências, de acordo com relatório parcial divulgado na última quinta-feira, o Brasil ficou em 52 lugar entre 57 países, à frente apenas da Colômbia, Tunísia, Azerbaijão, Qatar e Quirguistão.

Segundo o Ministério da Educação, as provas da última edição do Pisa foram aplicadas em agosto de 2006 a 9.345 alunos de 15 anos matriculados na 7ª ou na 8ª série do ensino fundamental ou em qualquer série do ensino médio de 630 escolas brasileiras de todas as unidades da federação.

Veja a matéria no G1

vsemsmart.ruprofessional languageдля автомойки оборудование