Alunos dão aula de cidadania e melhoram a vida da comunidade - CGC Comunicação em Educação
  by /0 comments

Alunos dão aula de cidadania e melhoram a vida da comunidade

Estudos ambientais divulgados recentemente revelam que o planeta pode entrar em colapso se não forem adotadas medidas que promovam um desenvolvimento sustentável. Isto acontece porque a demanda do homem por recursos naturais tem sido muito maior do que a capacidade da Terra em repô-los. Muitas pessoas, preocupadas com o futuro do planeta e das próximas gerações, têm buscado através de pequenas ações reverter este prognóstico tão negativo. Elas sabem que não basta aguardar pelas iniciativas governamentais, afinal todo indivíduo é responsável por preservar o meio em que vive.

A escola Stance Dual, no centro da capital paulista, faz questão de ensinar a seus alunos a importância de ser um cidadão preocupado com a sustentabilidade. Desde o ano 2000, os estudantes do ensino fundamental participam da Agenda 21, um plano de ação, traçado durante a Conferência da Onu – Rio 92, para ser adotado global e localmente e que prevê medidas para promover o desenvolvimento sem devastar a natureza e buscar a melhoria da qualidade de vida para a sociedade.

Para participar do projeto, cada turma elege seus representantes que definem as ações. O engajamento dos alunos, preocupados com o desperdício de recursos naturais, têm proporcionado uma série de mudanças na escola. As toalhas de papel foram substituídas por toalhas de pano, os copos descartáveis deram lugar a copos individuais e as torneiras ganharam temporizador.

A bióloga e consultora ambiental da Agenda 21 em São Paulo, Cristina Cabral, coordena os trabalhos na escola. Ela conta que além do aspecto ambiental, o projeto lida com questões econômicas e sociais. “Não é possível desenvolver uma Agenda 21 dentro de uma cidade com tantas desigualdades como São Paulo, sem se preocupar com a questão da miséria”, explica. Para isso, os estudantes promovem ações que têm por objetivo auxiliar instituições carentes.

Uma vez por semana, os alunos participam da Oficina Permanente de Reciclagem onde aprendem a confeccionar brinquedos com caixas tetra pack, que então são doados para a Creche Aconchego. Em breve, será a vez das garrafas pet ganharem novos formatos. Além de transformá-las em brinquedos, os alunos vão utilizá-las para construir comedouros e bebedouros para os pássaros e animais que podem ser vistos nas muitas árvores da escola.

O papel usado também tem destino nobre. As salas de aula ganharam uma caixa para receber o material, que então é reaproveitado. Com ele, os alunos fazem cadernos espirais que são vendidos e a renda é utilizada para comprar mantimentos e medicamentos para instituições carentes. O papel que sobra é doado para catadores de papel. Nem o lixo orgânico passou despercebido na Stance Dual. Ele é levado para a composteira e vira adubo, depois é utilizado na horta da escola. Um dos planos para este ano é vender a terra adubada que sobra e utilizar os recursos em ações no bairro. O projeto também prevê orientar os moradores como criarem suas próprias composteiras.

Esta iniciativa faz parte dos novos planos da escola que, para 2005, decidiu ampliar ainda mais o campo de ação da Agenda 21. O projeto agora vai extrapolar os muros da instituição, para atingir toda a comunidade local. O objetivo é gerar propostas que resultem na melhoria da qualidade de vida no bairro. No ano passado, alunos iniciaram este trabalho com a campanha “Amigo do Trânsito”. Depois de criar um texto informativo com dicas para agilizar o embarque e desembarque dos estudantes, eles distribuíram os folhetos na saída da escola para pais e alunos.

Além da preocupação com o trânsito, a meta para este ano é colocar latões para coleta seletiva em uma praça da rua Avanhandava, próxima à Stance Dual. Para conseguir o dinheiro, os alunos da 1ª a 4ª séries farão, no próximo dia 15, um Bazar onde serão vendidos livros de literatura infantil doados pelas crianças. O dinheiro arrecadado será revertido para a compra dos latões. Aos alunos de 5ª à 8ª série, caberá redigir a carta que será distribuída aos moradores, explicando a importância da coleta seletiva e como fazê-la.

Tantos resultados positivos enchem de satisfação os profissionais que estão envolvidos com a Agenda 21 na Stance Dual. Segundo Waldir Hernandez, coordenador de Ciências do Ensino Fundamental, a intenção da escola é que estas lições de cidadania não sejam trabalhos pontuais, mas sim estejam sempre presentes ao longo da formação do aluno, garantindo uma mudança de postura pra toda a vida. “Queremos que o aluno seja um agente atuante também quando já não estiver mais aqui na escola”, comenta. A coordenadora pedagógica de 1ª à 4ª série, Débora Colonezi, conta que além do empenho dos alunos durante a rotina escolar, a Agenda 21 já resultou em uma nova postura das crianças também dentro de casa. “Os pais comentam que a rotina deles mudou. Dizem que os filhos agora controlam o tempo do banho, pedem para os pais fecharem a torneira na hora de fazer a barba, separam lixo reciclável. Enfim, se tornaram agentes multiplicadores em suas famílias”, comemora.