by

Angústia docente

Tudo mundo reconhece que ser professora no Brasil é bem complicado. Violência na sala de aula, desinteresse dos alunos, carreira sem prestígio, jornadas extenuantes de trabalho e salários baixos deixam as docentes muito angustiadas. Apesar destas imensas dificuldades, conversar sobre estas angústias pode ser uma boa saída para reduzir danos e mudar este quadro. Angústia.

Este é o mote do encontro “Conversas sobre educação: a angústia docente”, organizado pelo Instituto Singularidades com a participação da filósofa e piscoterapeuta Carla Ferro. Ela é cofundadora do Café Filô, espaço que promove grupos de estudos sobre filosofia, ética e educação, e autora do livro “É necessário, o impossível”.

Angústia

O objetivo do encontro é mostrar que esta sensação precisa ser compreendida como a expressão de uma potência de transformação e deve ser debatida.

“Conversas sobre educação: a angústia docente” será na sexta-feira, dia 15 de março, das 19h às 22h, no Instituto Singularidades, rua deputado Lacerda Franco, 88 – Pinheiros/SP. O investimento é de R$ 120,00 (em 3x)

As vagas são limitadas!

Inscreva-se no link https://bit.ly/2NMN0fy