by /0 comments

Aprendizado dos alunos da rede pública paulista tem melhora discreta

Os resultados do Saresp mostram que o ensino médio é a etapa mais problemática e o fundamental 1 é o que apresenta melhores resultados
As notas de português e matemática dos alunos da rede pública do Estado de São Paulo registraram discreta melhora em 2011 na comparação com 2010. Os resultados do Saresp (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo), divulgados na quarta-feira, dia 7, mostram que o ensino médio é a etapa mais problemática e o início do fundamental é o que apresenta melhores resultados.

No ensino médio, em matemática, 58,5% dos alunos aprenderam abaixo do básico e só 0,3% estão avançados. Outras 37,1% estão no nível adequado básico e apenas 4,2% aprenderam adequadamente. Em português, o resultado é um pouco melhor: 37,5% estão abaixo da média, 38,4% estão na proficiência básica, 23,4% estão adequados e 0,7% estão avançados.

No 9º ano do ensino fundamental, em matemática, 33,8% tiraram nota abaixo do básico; 55,9% estão no básico; 9,2% atingiram o aprendizado adequado e apenas 1% estão avançados. Em português, 28% estão abaixo do básico, 55% estão no básico; 15,2% aprenderam adequadamente e 1,8% registram proficiência avançada.

No 5º ano do ensino fundamental, em matemática, 26% dos alunos tiraram nota abaixo do básico; 36,2% conseguiram aprender o básico, 28,1% estão no nível adequado e 9,6% conseguiram o nível avançado. Em português, 17,4% estão abaixo da média, 37,5% ficaram na média básica, 32,9% tiveram um aprendizado adequado e 12,3% estão avançados na matéria.

A secretaria acredita que o “avanço nos anos iniciais do ensino fundamental aponta que a rede estadual deve ter um resultado crescente nos anos finais desse mesmo nível e no ensino médio nos próximos anos”.

Em nota, o secretário-adjunto, João Cardoso Palma Filho, disse que os dados mostram “o caminho certo”, mas ele reconhece que a qualidade precisa “avançar ainda mais, é claro”.air transportationооо полигонfruits