by /0 comments

Aumento da evasão escolar no Bolsa Família ganha prêmio de jornalismo

Paloma Oliveto, do Correio Braziliense, conquista o GP Ayrton Senna na categoria jornal, ao revelar o aumento da evasão escolar em cidades beneficiadas pelo programa Bolsa Família

A série de cinco reportagens “O ABC do atraso”, da jornalista Paloma Oliveto, publicada pelo Correio Braziliense no final de setembro do ano passado, venceu a 9ª edição do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, na categoria Jornal.

As reportagens revelaram o aumento da evasão escolar em municípios beneficiados pelo programa Bolsa Família, informa o Correio Braziliense. A série teve a colaboração da jornalista Mariana Flores e do fotógrafo Ronaldo de Oliveira, do Correio, e do jornalista Luiz Ribeiro, do Estado de Minas.

“O Ayrton Senna representa o maior reconhecimento para quem cobre a área de educação. Fico ainda mais feliz porque o prêmio foi concedido a uma matéria que trata de um problema tão grave quanto a evasão escolar”, afirmou Paloma ao jornal.

As matérias sugiram de um levantamento sobre o índice de evasão no país e sobre os municípios que tinham maior número de dependentes do Bolsa Família. A reportagem provou que parte expressiva das cidades registrou aumento dos índices de abandono da sala de aula.

Paloma viajou a 14 municípios e revelou os principais motivos do problema: a falta de transporte escolar, a desvalorização dos professores e o trabalho infantil.

O prêmio foi criado em 1997 pelo Instituto Ayrton Senna. Com o tema Educação para o desenvolvimento humano, a nona edição teve a participação de 359 jornalistas de 160 veículos, concorrendo em cinco categorias (revista, jornal, rádio, fotojornalismo e televisão).

Veja a reportagem vencedora

Os outros premiados no GP Ayrton Senna

как подобрать ракетку для большого теннисавладимир мунтян благотворительный фондсауна проект