Avaliações de alfabetização e ciências serão por amostragem - CGC Comunicação em Educação
  by

Avaliações de alfabetização e ciências serão por amostragem

O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) terá este ano provas por amostragem de alfabetização do 2º ano do ensino fundamental e de ciências da natureza e ciências humanas para estudantes do 9º ano.

Segundo o MEC, a avaliação da alfabetização é um estudo-piloto para testar a aplicação de questionários eletrônicos para professores de creches e pré-escolas.

É a primeira vez que os testes de ciências são aplicados para estudantes do 9° ano. Já a avaliação da alfabetização era aplicada de forma censitária até 2016, ou seja, para todos estudantes do 3° ano, no período de dois em dois anos, nos anos pares.

Com a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em 2017, e a previsão de que os estudantes devem ser alfabetizados até o 2° ano, o governo decidiu unificar essa avaliação com as demais, aplicadas nos anos ímpares. O MEC optou por cancelar a avaliação prevista para 2018, e implementá-la em 2019 para estudantes do 2º ano.

“O que queremos [por meio do Saeb] é saber se as crianças estão aprendendo no ritmo [adequado]. Por isso faremos uma avaliação da alfabetização do 2° ano do ensino fundamental”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em entrevista coletiva. “Temos que pegar [recuperar] a criança que está ficando para trás e medir o que está acontecendo de certo e de errado”.

Segundo ele, o ideal seria fazer a avaliação com todos os estudantes. “Se eu tivesse plenos poderes, faria universal todos os anos”, disse, ao justificar a prova por amostragem pela necessidade de o governo cortar gastos.

De acordo com o presidente do Inep, Elmer Coelho Vicenzi, “a melhoria da educação básica “provoca melhoria imediata na saúde e na educação do país”.

As avaliações serão aplicadas entre 21 de outubro e 1° de novembro em todas as unidades da federação, por meio de questionários que serão enviados a secretarias estaduais e municipais; diretores, professores e alunos das escolas; profissionais que acompanham estudantes da educação especial.

Serão aplicados testes de Língua Portuguesa e Matemática para estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª e 4ª séries do Ensino Médio (tradicional e integrado), bem como para uma amostra de alunos do 2º ano no Ensino Fundamental.

As provas de Ciências da Natureza e de Ciências Humanas para o 9º ano do Ensino Fundamental, assim como as de Língua Portuguesa e Matemática para estudantes de 2º ano da mesma etapa, terão a BNCC como referência.

As provas de Língua Portuguesa e Matemática do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, e da 3ª e 4ª séries do Ensino Médio, seguirão as matrizes vigentes. A continuidade serve para poder comparar as edições e manter a série histórica de resultados.

O orçamento previsto para avaliar 7 milhões de crianças é de R$ 500 milhões. Os resultados estarão disponíveis até dezembro de 2020, informa a Agência Brasil.

Leia a portaria com as mudanças no Saeb

Veja notícia no site do Inep