by

Bullying (SBT)

Os perigos do Bullying

Quem nunca teve um apelido na escola? É a pergunta que a repórter do Jornal SBT faz, alegando que a criança pode ser muito cruel, quando quer.

Muitos alunos ficam tristes e até tímidos por causa desse tratamento preconceituoso, e, inclusive, agressivo, por parte de outros colegas.

Alerta aos pais

Especialistas alertam: os pais devem ficar atentos para que este problema não afete a saúde psicológica das crianças.

Existem casos raros, mas graves: A pessoa que sofre bullying não sabe como lidar e acaba matando os colegas da escola, como o ocorrido na cidade de Itaiúva, no interior de São Paulo, reportado na matéria acima.

As consequências do bullying podem ser tão graves, que o problema passou a ser estudado por especialistas: Dos 7800 estudantes pesquisados, 40% estão envolvidos em atos de bullying, como vítimas ou como agressores. Ao mesmo tempo, são 80% dos alunos que condenam este tipo de comportamento, mas que não sabem o que fazer para evitá-lo.

Bullying

Não é de hoje que crianças e adolescentes usam apelidos para chamar e até mesmo incomodar os colegas na escola. Só que muitas vezes, o que começa como uma brincadeira inofensiva, acaba ganhando proporções maiores e se transformando em discriminação e até mesmo humilhação.

Ninguém está livre dessas provocações, até a Ana Hickman conversa sobre o tema na matéria, dizendo que, na escola, a apelidaram de “Ana Banana”.

Essa provocação tem nome: Bullying. Sem tradução na língua portuguesa, compreende todos os tipos de agressão contínua entre alunos.

Quando a escola não interfere, o problema tende a se agravar. “A pessoa fica excluída do grupo, se sente mal, não quer ir a escola”, discute Cintia Freller, psicológa.

Confira mais sobre o tema na matéria acima, produzida pela Rede Record.