by /0 comments

Cai a desigualdade entre negros e brancos na educação

Matrícula e analfabetismo melhoram mais para pretos e partos; diferença entre renda tem leve recuo, informa o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento
As desigualdades entre negros e brancos têm diminuído na educação, mas ainda não se refletiram na renda na mesma proporção, indica o quarto relatório nacional de acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), lançado pelo governo federal no fim de março, em Brasília.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) informa que o estudo mostra que a universalização do ensino fundamental beneficiou tanto os negros quanto os brancos. Em 1992, o percentual de jovens de 7 a 14 anos que frequentava o ensino fundamental era de 75,3% para pretos ou pardos e 87,5% para brancos. Já em 2008, as porcentagens eram praticamente iguais: 94,7% para negros e pardos e 95,4% para os brancos.

A desigualdade também caiu entre os analfabetos. Na faixa etária de 15 a 24 anos, a taxa de era de 4,4% para os brancos e 13,2% para os negros, em 1992. Já em 2008 a taxa de analfabetos era de 1,3% para os brancos e 2,7% para pretos ou pardos.

No ensino médio a desigualdade persiste, embora seja menor. Em 1992, a proporção de brancos de 15 a 17 anos matriculados era de 27,1% e os negros, 9,2%. Em 2008, a taxa era de 61% entre os brancos e 42,2% entre pretos ou pardos. Quanto se adiciona o componente gênero, porém, a questão se agrava. “As negras frequentam menos as escolas, apresentam menores médias de anos de estudo e maior defasagem escolar”, afirma o estudo.

Entre a população que trabalha, o rendimento de pretos ou pardos melhorou um pouco mais que o dos brancos. Na população como um todo a pobreza encolheu, mas a redução foi semelhante entre os dois grupos — a desigualdade, portanto, se manteve. Na avaliação do estudo, “os dados indicam a persistência de práticas de discriminação”.

Leia a reportagem completa no site do PNUDвиностоимость имплантациипройти детектор лжи в Харькове цена