by /0 comments

Campanha chama atenção para a educação nas eleições 2008

Movimento Todos Pela Educação quer informar aos eleitores para a importância de conhecerem as propostas de educação dos candidatos às eleições municipais deste ano

 

Alexandre Ondir/Divulgação

campanhaEleitor deve analisar bem as propostas sobre educação, diz Priscila

O movimento Todos Pela Educação lança nesta terça-feira, dia 19 de agosto, uma campanha nos veículos de comunicação de todo o Brasil para chamar a atenção dos eleitores para a importância de conhecerem as propostas de educação dos candidatos às eleições municipais deste ano. “O começo da vida escolar de uma criança está nas mãos do prefeito e de seu secretário de Educação”, diz a diretora-executiva do movimento, Priscila Cruz.

 

Ela afirma que a campanha “No ar, Todos Pela Educação – Eleições 2008” tentará explicar aos eleitores dois pontos fundamentais: as atribuições do município em relação à educação e os principais temas a serem considerados ao analisar as propostas dos candidatos para a área.

Priscila espera mobilizar os veículos de comunicação e os jornalistas para colocar a educação na pauta das eleições municipais. “A idéia é fazer com que o tema ganhe destaque nas campanhas dos candidatos, pressionando por propostas concretas para melhorar a qualidade do ensino, e na avaliação dos eleitores na escolha de seu candidato”, destaca.

Priscila ressalta que a campanha é apartidária. “O movimento não opina nem participa da formulação de propostas de candidatos, nem se envolve em campanhas de nenhum partido ou candidato”, diz.

Ela sugere aos candidatos interessados em incluir a educação em suas propostas de governo que consultem no site do movimento um material de referência com 10 pontos considerados pelo Todos Pela Educação como prioritários para a melhoria do ensino público municipal.

Priscila Cruz esclarece que a idéia da campanha não é informar sobre os candidatos que já trabalham com a educação. “O Todos Pela Educação aponta direcionamentos para a avaliação das propostas dos candidatos. Essa avaliação deve ser feita pelos veículos de comunicação e pelo eleitor”, afirma.

Segundo a diretora-executiva, a campanha foi desenvolvida em parceria com os principais veículos de comunicação, entidades de mídia e com o Tribunal Superior Eleitoral. Não foram envolvidas representações de gestores públicos, nem o Ministério da Educação.

Priscila Cruz espera que a campanha ajude a conscientizar a população “sobre a importância do município para a melhoria da educação, fazendo com que a educação seja prioridade não apenas na escolha do candidato, mas no acompanhamento do cumprimento das promessas de campanha ao longo dos próximos quatro anos”.

Leia mais na página do Todos pela Educação na internet

яхты парусные фотои другиеворонеж шарнирно-губцевый