by /0 comments

Conselho Nacional de Educação aprova novo ensino médio

Cerca de 100 escolas serão testadas em 2010. Elas receberão recursos do Ministério da Educação para implantar um currículo interdisciplinar
As novas experiências curriculares do ensino médio foram aprovadas, por unanimidade, pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), na terça-feira, dia 30, em Brasília. Em 2010, cerca de 100 escolas serão testadas.

Elas receberão recursos do Ministério da Educação para implantar um currículo interdisciplinar. Ao invés das disciplinas fragmentadas, haverá conteúdos em quatro eixos: trabalho, ciência, tecnologia e cultura.

Outra mudança é a flexibilidade do currículo: 20% da grade curricular deve ser escolhida pelo aluno.

A proposta também prevê o aumento da carga horária mínima do ensino médio – de 2,4 mil horas anuais para 3 mil.

O MEC quer estimular a participação social dos alunos, desenvolver atividades culturais, esportivas e preparar para o mundo do trabalho.

O coordenador-geral do ensino médio da Secretaria de Educação Básica, Carlos Artexes Simões, disse ao site do MEC que o próximo passo é organizar o programa e apresentá-lo aos Estados, os responsáveis por esta etapa do ensino. “Nos próximos 40 dias, o ministério definirá o volume de recursos disponível para o programa e a forma de financiamento, se diretamente à escola ou se por meio de convênio com as secretarias estaduais”, afirmou.

A secretária de educação básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, afirma que a intenção é que o programa seja estendido para todas as escolas. “Esperamos que essa proposta seja acompanhada e avaliada e possa se tornar uma política universal”, disseкупить планшет android101 otzyvмагазин лего киев