by

Disputa por dados de estudantes derruba presidente do Inep

Uma briga em torno dos dados pessoais e sigilosos dos estudantes do ensino básico e superior derrubou o presidente do Inep, o delegado da polícia federal Elmer Coelho Vicenzi, na quinta-feira à noite, dia 16 de maio. Ele estava há 25 dias no cargo. Nesta sexta-feira, o Ministério da Educação informou que o diretor legislativo na Secretaria Executiva da Casa Civil, Alexandre Ribeiro Pereira Lopes (foto), será o novo presidente do Inep.

De acordo com informações publicadas nos principais meios de comunicação, a queda foi motiva por uma disputa com a procuradora-chefe do Inep, Carolina Scherer Bicca. Segundo o portal UOL, Vicenzi era favorável ao uso de informações sigilosas dos estudantes para a formulação de políticas públicas. Já a procuradora é contra.

Ainda de acordo com a reportagem, o secretário-executivo do Ministério da Educação, Antonio Paulo Vogel, decidiu a favor da procuradora, provocando a demissão de Vicenzi.

Servidor público de carreira, Alexandre Pereira Lopes é formado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Direito pela Universidade de Brasília (UnB).

Esta é a primeira baixa no alto escalão da gestão de Abraham Weintraub no comando do MEC. Ele assumiu a pasta em abril, no lugar do colombiano Ricardo Vélez Rodríguez.

Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, o Inep é responsável por avaliações como o Enem e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), além dos Censos Escolar e da Educação Superior.

Leia também:

Delegado da Polícia Federal será presidente do Inep