by /0 comments

Dívida de R$ 17 bilhões das universidades poderá ser paga com bolsas de estudo

O valor da dívida seria suficiente para matricular 300 mil universitários de baixa renda em 15 anos. A medida poderá beneficiar 500 faculdades

As dívidas das universidades sem fins lucrativos com o governo federal, calculadas em R$ 17 bilhões, poderão ser pagas com bolsas de estudo, nos moldes do programa Universidade para Todos (Prouni).

Segundo os jornais O Globo e Correio do Povo, a presidente Dilma Rousseff aceitou o pedido das instituições. O valor da dívida seria suficiente para matricular mais de 300 mil universitários de baixa renda, no prazo de 15 anos. A medida poderá beneficiar 500 faculdades.

A iniciativa precisa ser aprovada no Congresso e deve ser incluída na medida provisória n 559, que já se encontra na Câmara. Há estimativa de aprovação ainda neste semestre.

Uma das ideias em discussão é converter 90% das dívidas em bolsas de ensino gratuito e o restante teria que ser pago.

Ainda falta definir quais instituições terão direito ao benefício. Os jornais citam as comunitárias, filantrópicas e as Pontifícias Universidades Católicas (PUCs) filantrópicas.

O deputado Pedro Uczai (PT-SC), que é o relator da MP 559 na Câmara, disse que universidades privadas com fins lucrativos devem ficar de fora da medida.

O anúncio da intenção do governo foi feito pela ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvati, em reunião com deputados federais ligados ao setor. O deputado Jeronimo Goergen (PP-RS), que participou do encontro, disse que “o Estado, que é o credor, jamais iria receber o que é devido”.

O presidente do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), Ney Lazzari, garante que existem várias instituições com risco de fechar, caso não consigam negociar as dívidas.

интернет магазин косметики мейкапвозрождение дц отзывыкупить детски