by

Enem: fique preparado para textos longos na prova de linguagens

Esteja preparado para enfrentar enxurrada de textos longos na prova de linguagens, que inclui ainda inglês ou espanhol, no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Escola Lourenço Castanho

Segundo a professora Roberta Hernandes Alves, coordenadora de língua portuguesa da Escola Lourenço Castanho, em São Paulo, o exame não usa o texto como pretexto para fazer pergunta, diferentemente de outros vestibulares. “Ignorar os enunciados de apoio é um tiro no pé. As perguntas de linguagens são pautadas pelo texto.”

A especialista dá dica para o estudante não se perder na prova. “Primeiro, é importante ler a pergunta, o enunciado do exercício, e aí, sim, passar para a leitura do texto de apoio.

Para Alves, é preciso usar a última semana para revisar conteúdos que mais caem no exame. Busque refazer questões que priorizem a interpretação de diferentes gêneros textuais, como cartazes, anúncios, infográficos e até obras de arte.

Na literatura, dê atenção para autores que pertencem aos movimentos literários dos séculos 19 e 20, como romantismo, realismo e modernismo, por exemplo.

Na gramática, o enfoque deve ser na variação linguística. “É uma prova que busca saber como funciona o uso da língua portuguesa e suas adequações, a depender do contexto”, diz ela.

Na prova de inglês, cuidado com os falsos cognatos, lembra Alberto Costa, gerente de avaliação de Cambridge. “Policy significa política, e não polícia. Quem não sabe disso se perde.”

Em espanhol, atenção para pronomes de tratamento e conectivos. “Pero” significa “mas” e “sin embargo” apresenta ideias opostas.