by /0 comments

Escolas estaduais de Goiás são investigadas por manobra para melhorar o Ideb

Diretores são suspeitos de expulsar alunos com mau rendimento e comportamento para receber mais dinheiro da Secretaria de Educação

Diretores de escolas estaduais de Goiás são suspeitos de expulsar alunos com mau rendimento e comportamento para melhorar a nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e receber mais dinheiro da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

A denúncia, feita por pais de estudantes ao Conselho Tutelar da Região Noroeste de Goiânia, foi encaminhada ao Ministério Público Estadual e está sendo investigada pela Seduc. Sete casos são suspeitos.

A notícia foi publicada pelo jornal O Popular no último dia 14 e também nesta terça-feira, dia 28, pelo site G1.

O governo de Goiás decidiu oferecer prêmios – que podem chegar a R$ 20 mil – para as escolas que melhorarem o Ideb, que vai de 0 a 10 e é usado pelo Ministério da Educação para avaliar a educação.

Os sete casos de expulsões ou transferências compulsórias foram registrados em cinco escolas. “Se ao final desse procedimento verificar que, de fato, esses diretores e diretoras estavam usando desse meio escuso para melhorar o Ideb, eles serão exonerados”, garantiu o subsecretário de educação de Goiânia, Marcelo de Oliveira.

A secretaria informou que criou um grupo de trabalho para investigar todas as transferências realizadas este ano. O resultado deve ficar pronto em 60 dias.

полиграф этораскрутка интернет магазина ценаlive online free