by /0 comments

Escolas usam games e blogs nas aulas

Ferramentas tentam melhorar a aprendizagem dos alunos, informa reportagem do jornal Folha de S. Paulo

Colégios particulares de São Paulo começam a adotar ferramentas como blogs e jogos de última geração para melhorar a aprendizagem dos alunos, informa reportagem do jornal Folha de S. Paulo deste sábado. A reportagem, assinado por Daniela Tófoli e Fábio Takahashi, ouviu cinco escolas.

No colégio Santa Maria, há um laboratório para que os estudantes criem os seus próprios games. “Para isso, eles precisam usar história, geografia, física, biologia, geometria e educação artística. Sem perceber, aplicam na prática o que aprenderam na aula”, diz o coordenador do grupo de pesquisa e desenvolvimento de jogos eletrônicos da escola, Muriel Vieira Rubens.

No colégio Franciscano Nossa Senhora Aparecida, na zona sul, os alunos dependem de uma ferramenta interativa para ter boas notas. Por meio de um sistema chamado webquest, os alunos fazem pesquisas em vídeos e materiais gráficos. E utilizam o programa para apresentar seus trabalhos. “Buscamos um ambiente confortável para eles. A idéia é acompanhar essa geração de blog, do YouTube”, diz o coordenador de tecnologia educacional, Fabiano Gonçalves.

No colégio Ítaca, a intenção é utilizar a internet para melhorar a integração entre os alunos. Por meio de blogs, alunos do sexto ao nono ano trocam informações sobre as pesquisas feitas. “A idéia da atividade começou no ano passado, mas vimos que a comunicação entre alunos de diferentes anos não foi tão boa. Por isso, neste ano, adotamos os blogs”, relata o coordenador-pedagógico da escola, Flávio Cidade.

No Santo Américo, os alunos têm o conteúdo na intranet, há um tira-dúvidas online, exercícios de reforço pela internet e por todo o colégio há rede em fio.

No Pio XII, na zona oeste, o conteúdo passado nas lousas digitais pode ser revisto pelos alunos via internet.

Leia íntegra da matéria

Leia também: Para educadores, idéia é positiva, mas há ressalvas

cтоматологмихаил безлепкин детисветодиодные лампы москва