by

Exposição em SP percorre “A Divina Comédia” em gravuras de Salvador Dalí

 

 

09434601122015_entretenimento.uol.com.br

Em comemoração pelos 750 anos de nascimento de Dante Alighieri, uma exposição em São Paulo conta a viagem do poeta através do inferno, o purgatório e o paraíso para encontrar sua amada Beatriz por meio de 100 gravuras do pintor surrealista espanhol Salvador Dalí.

A mostra “Dante em Dalí: Realidade Onírica” ficará em cartaz até o dia 8 de dezembro no colégio Dante Alighieri e tem entrada gratuita. As obras do gênio catalão que retratam os 100 “cantos” (capítulos) de “A Divina Comédia” foram cedidas pelo Espaço Cultural Acervo Antônio Ibaixe, em São Carlos, no interior paulista.

“Toda a exposição foi pensada como um ato de iniciação ao mundo dos sinais, das imagens, e desejamos trazer a luz do conhecimento aos alunos para que desenvolvam a consciência”, afirmou à Agência Efe o curador da exposição, Olivio Guedes.

“No lado do coração (à esquerda), ficam as imagens sobre o inferno, com as paredes vermelhas do sangue que ferve como o dos enviados ao submundo. E no meio da sala está o purgatório, de cor ocre, pois representa a terra da ilha que serve de cenário”, explicou o curador.

Já à direita, em azul claro, estão os 33 desenhos do paraíso, onde Dante encontra sua amada Beatriz, com quem segue seu caminho até concluir a viagem junto ao Deus cristão.

As gravuras são exemplares que pertencem hoje à família do agricultor paulista Lover Ibaixe, que as cedeu à cidade de São Carlos.

Ibaixe adquiriu as obras após conhecer o próprio Dalí e sua mulher, Gala, em Madri, na década de 1960.

De acordo com Guedes, Ibaixe sempre levava consigo moedas de ouro do império austríaco, e elas chamaram a atenção de Gala, que aceitou 300 em troca das gravuras.

Desde então, as obras permanecem no Espaço Cultural Acervo Antonio Ibaixe, e esta é a primeira vez que saíram da galeria.