by /0 comments

Governo de SP lança plano para tentar melhorar o ensino

As 1.206 escolas com baixo desempenho nos exames estaduais receberão cursos de aprimoramento de professores e mais recursos para projetos especiais de recuperação dos alunos e reformas de instalações

O governo do Estado de São Paulo lançou no último sábado, dia 15, uma série de medidas para tentar melhorar a qualidade do ensino médio, informam os jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.

Entre as medidas, está uma ação mais especial para as 1.206 escolas com baixo desempenho nos exames estaduais – elas representam 25% de toda a rede. Esses colégios receberão mais recursos para reformas de instalações, cursos de aprimoramento de professores e para projetos especiais de recuperação dos alunos.

Também será testado em 2012, em 19 escolas, um regime de dedicação integral para professores e diretores. Os docentes não poderão acumular aulas em outras escolas e receberão gratificação. Haverá ampliação de carga horária, de seis para oito horas diárias, além da criação de disciplinas eletivas.

Os professores das três universidades públicas paulistas – USP, Unicamp e Unesp – também vão atuar na formação dos docentes aprovados em concursos públicos pelo período de até seis meses.

As ações são voltadas apenas para o ensino médio. Para o fundamental, as medidas devem ser anunciadas em novembro e o objetivo será na recuperação do aprendizado.

что такое синус лифтинг в стоматологииfree online games