by /0 comments

Governo diz que investe mais em educação do que manda a Constituição

Secretário do Tesouro Nacional afirma que os investimentos com educação provocaram um crescimento do custeio da máquina pública neste ano
O gasto do governo federal com educação está acima do limite mínimo determinado pela Constituição, garantiu o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, na terça-feira, dia 25. “No ano passado, o governo federal gastou 25% da receita em educação. A Constituição estabelece 18%”, disse, relata a Agência Brasil.

Na opinião dele, os recursos da educação justificam o aumento neste ano dos gastos de custeio (manutenção da máquina pública).

Augustin reconhece a educação é essencial para melhorar a competitividade. “Os gastos em educação são classificados como custeio, mas têm efeito de investimento porque reduzem custos e aumentam a produtividade no médio e no longo prazo”.

De acordo com o secretário, os investimentos com educação provocaram um crescimento do custeio neste ano. Até abril, os gastos de custeio estavam 23,6% superiores a 2012. “Tanto a educação, que reduz custos para o país, como os programas sociais, que redistribuem renda, são responsáveis por parte significativa do custeio”, declarou.михаил безлепкинvsemsmart.ruпескоструйный аппарат