by /0 comments

Governo lança medidas para tentar melhorar o ensino médio

Está prevista a concessão de 1,5 mil bolsas para doutores recém-formados no valor de R$ 3,3 mil e também R$ 12 mil.

O governo federal anunciou nesta quarta-feira, 12 de novembro uma séria de medidas complementares ao Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). As medidas atingem principalmente o ensino médio e a educação superior.

Uma das medidas, prevê que a partir de agora as escolas de ensino médio vão participar dos programas de transporte escolar, merenda e dinheiro direto. De acordo com o Ministério da Educação, 8,2 milhões de alunos do ensino médio terão merenda e o transporte escolar atenderá 1,14 milhão de estudantes da zona rural (educação infantil, ensino fundamental e médio).

Com o Programa Dinheiro Direto na Escola, as escolas vão receber pequena quantia em dinheiro para a manutenção dos prédios.

O governo também vai conceder auxílio moradia, alimentação, transporte e assistência à saúde para universitários provenientes da escola pública ou com renda per capita familiar de até um salário mínimo e meio. O governo fala que investirá R$ 130 milhões por ano.

Outra medida prevê a concessão de bolsas para alunos de pedagogia e licenciaturas que apresentarem projetos para melhorar a rede pública de ensino. O Ministério da Educação também pretende incentivar a formação de professores de ciências e matemática para o ensino fundamental e física, química, biologia e matemática para o ensino médio.

O governo voltou a prometer computador e acesso à internet até 2010 para todas as escolas públicas, através do Programa Nacional de Informática na Educação (ProInfo). Pelo projeto, a União cederá os computadores e capacitará os professores e os Estados e Municípios deverão oferecer infra-estrutura, suporte técnico e manutenção dos aparelhos.

Outra medida para ajudar na formação de professores prevê que bolsistas de pós-graduação da Capes e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) atuem como tutores na Universidade Aberta do Brasil (UAB), instituição de educação à distância para professores do ensino básico que não têm graduação superior.

Duas medidas estão relacionadas com o ensino técnico. A primeira é o Programa Brasil Profissionalizado, que visa adequar o ensino médio às demandas do mercado de trabalho. A outra é o Sistema Escola Técnica Aberta do Brasil, que oferecerá cursos técnicos a distância.

O governo também vai criar as Universidades Federal da Integração Latino-Americana (Unila) e Federal do Oeste do Pará (Ufopa). A primeira com sede em Foz do Iguaçu (PR) e a segunda em Santarém (PA).Segundo o governo, o Congresso precisa aprovar a criação das duas instituições.

A última medida anunciada é a construção do Centro de Pesquisa em Neurociência e de uma escola de ensino regular em Macaíba (RN). O centro oferecerá dez cursos na área de neurociência. Já a escola, com foco no estudo das ciências, atenderá crianças de famílias de baixa renda.

Владимир мунтян пастор биографиягде купить корпус для ноутбукаof egypt