by

Histórico das notas do Enem mostra estagnação no aprendizado

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, divulgados nesta quinta-feira, dia 18, revelam uma estagnação do aprendizado. Os gráficos com os resultados desde 2009 mostram que as notas de Redação, Linguagens, Ciências Humanas e Ciências da Natureza e Matemática registraram poucas diferenças em suas médias. Em Redação, por exemplo, a média em 2009 foi de 601 pontos contra 558 em 20017. Em 2016, a média foi de 541 pontos.

 Veja os gráficos com o histórico

 Na comparação com 2016, registraram queda nas notas as provas de Linguagens e Ciências Humanas; já as demais tiveram alta, com destaque para a Matemática.

No ano passado, das 4.725.330 redações corrigidas, 309.157 tiveram nota zero e apenas 53 registraram nota 1.000. Na edição anterior, foram 291.806 notas zero e 77 notas mil entre 6.034.672 redações corrigidas.

Pela primeira vez, de acordo com o Inep, a divulgação das notas considerou a proficiência média geral e a proficiência média dos concluintes, além das proficiências médias dos treineiros, dos egressos e das pessoas privadas de liberdade.

Como anunciado no ano passado, os participantes com direito a isenção que faltaram ao Enem 2017 deverão justificar a ausência para garantir a manutenção da isenção no Enem 2018. A solicitação de isenção também deixa de ser feita durante a inscrição, passando a ser realizada com antecedência. O período de solicitação de isenção e de justificativa da ausência no Enem 2017 será de 2 a 11 de abril, pela Página do Participante, informa o MEC.

No Enem 2017, 29,9% dos inscritos não compareceram para fazer as provas. Esse número é ainda maior quando se considera os participantes que não pagaram a taxa de inscrição por terem direito a isenção. Entre os participantes isentos por serem concluintes do Ensino Médio na rede pública a taxa de ausência foi de 20,8%. A porcentagem sobe para 42,5%  quando se observa o grupo de participantes liberados de pagar a inscrição. Os 1.691.701 inscritos que não pagaram para fazer o Enem 2017 e não compareceram terão que justificar essa ausência se quiserem fazer o Enem 2018 sem pagar a inscrição

Enem 2018

Também foram anunciadas as principais datas da edição 2018, quando o Enem completa 20 anos. O Enem 2018 será aplicado nos dias 4 e 11 de novembro. O edital será publicado em 21 de março e as inscrições serão realizados de 7 a 18 de maio deste ano.

Sisu

A abertura das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) será 23 de janeiro e vai até o próximo dia 26. No total, são 239.601 vagas em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais. A segunda etapa do Sisu será de 30 de janeiro a 7 de fevereiro.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Enem. O processo ocorre duas vezes por ano e cada candidato pode fazer até duas opções de curso. Podem concorrer estudantes que tenham feito o Enem 2017 e obtido nota acima de zero na prova de redação.

A apresentação completa dos resultados está neste link

Leia mais 

Notas do Enem revelam estagnação da aprendizagem

Enem 2016