by /0 comments

Investimento social privado prioriza a educação

Censo do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife) revela investimentos de R$ 1,15 bilhão, principalmente em educação (83%).

A educação é a área social com maior volume de investimento privado, revela o quarto censo do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), entidade que reúne 112 organizações. Em 2007, os associados do grupo investiram cerca de R$ 400 milhões em atividades educacionais. Em 2005/2006, a educação havia recebido R$ 123 milhões.

A pesquisa de 2007, respondida por 80 associados, revela investimentos de R$ 1,15 bilhão, principalmente em educação (83%), formação para o trabalho (59%), cultura e artes (55%) e geração de trabalho e renda (53%). Segundo a entidade, na área de educação são beneficiadas direta e indiretamente mais de 52 mil entidades e cerca de 4 milhões de pessoas.

O grupo escolheu a Juventude como a área específica para publicação própria do Censo 2007-2008 (em 2005/2006 foi a educação). A educação e a formação para o trabalho dos jovens atraem o investimento de 4/5 dos associados.

Entre os projetos apoiados, a maior parte se propõe a trabalhar com estudantes (ou escolas). No entanto, menos da metade das empresas faz o acompanhamento dos jovens pós-programa. Para a socióloga Helena Abramo, que participou do trabalho, esta análise é fundamental para conhecer os “efeitos concretos que estas ações têm imprimido à vida dos jovens”.

Segundo comunicado da entidade, 50% dos associados usam recursos próprios para o investimento social. O secretário-geral do Gife, Fernando Rossetti, afirma que “o investidor corporativo revela-se mais operador de seus próprios projetos do que financiador de terceiros, tem horizonte de planejamento e ação de mais curto prazo e concentra suas áreas de ação em temas mais relacionados ao seu entorno e a seu ambiente de negócios”.

O censo revela ainda que 95% das empresas adotam a prática da parceria. Destas, 84% atuam com ongs. Já as organizações de base comunitária atuam com apenas 1/3 dos associados no desenvolvimento dos projetos. A pesquisa indica ainda que 50% das empresas atuam com o poder público, sendo a escola pública a que mais recebe projetos (61%).

A entidade informa ainda que os seus associados respondem por cerca de 20% do total investido na área social pelo setor privado em todo o Brasil, de acordo com dados da pesquisa Ação Social das Empresas, do Instituto de Pesquisa Aplicada, do governo federal. O Gife diz ainda que a distribuição dos recursos está mais concentrada no Sudeste, seguida da região Sul, Nordeste, Centro-Oeste e Norte.

Veja o Censo Educação 2005-2006

лобановский обыскдетские игрушки роботыбесконтактная автомойка