by /0 comments

Juros do financiamento estudantil caem para 3,5% ao ano

Conselho Monetário Nacional também reduziu os juros para os programas Caminhos da Escola e Um Computador por Aluno
O Conselho Monetário Nacional (CMN) reduziu de 6,5% para 3,5% ao ano as taxas para o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) para os alunos de todos os cursos superiores, em reunião na quarta-feira, dia 26. Antes só os estudantes de licenciatura, pedagogia e de cursos superiores de tecnologia pagavam essa taxa.

A mudança entrará em vigor quando for publicada no Diário Oficial da União, mas a Agência Brasil informa que na prática ela valerá apenas no ano que vem. “A maioria das instituições já começou as aulas e, nesse caso, os alunos só poderão firmar contratos a partir do próximo semestre”, disse o chefe da Assessoria Econômica do Tesouro Nacional, Jefferson Bittencourt.

Para os atuais financiamentos em curso, a redução dos juros não vale porque “a lei que criou o Fies estabelece que os juros não podem mudar no meio do contrato”, afirmou Bittencourt. Se o estudante quiser aproveitar os juros menores terá que quitar os financiamentos atuais e assinar um novo contrato.

O Fies é operado pela Caixa Econômica Federal. De acordo com o Tesouro Nacional, o estoque de empréstimos atualmente soma R$ 5,4 bilhões.

O Conselho Monetário também reduziu os juros do programa Caminhos da Escola, que financia a compra de ônibus escolares com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A taxa, que era composta pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), mais 4% ao ano, passou para 4,5% ao ano fixo.

Os juros para o programa Um Computador por Aluno também caíram. Eram equivalentes à TJLP mais 4% ao ano e agora são de 4% ao ano. O programa conta com R$ 100 milhões em recursos do BNDES.лобановский александр игоревичувеличение продаж в магазинеjewellery full