by

Lição de casa: decidir a escola – Formação de Humanas

estadado250916

O vestibular da fundação universitária para o vestibular (Fuvest) e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não cobram Educação Artística nem Psicologia. Mas as disciplinas compõem a grade curricular do ensino médio do Colégio Oswald de Andrade. Estão lá há muito tempo. “O Oswald tem uma história que o faz ser procurado exatamente por esse perfil”, afirma Harlei Florentino, diretor pedagógico da instituição.

Lição do Oswald de Andrade

Não que os estudantes dali não queiram e não sejam preparados para esses exames. Eles são, mas antes de tudo são “convocados a perceber a pluralidade de perspectivas investigativas e explicativas”, como prevê a proposta pedagógica da escola. E isso inclui considerar o que não está na cartilha. “Quando você incrementa o currículo, ele ainda é mais potencializado com as relações que você permite que sejam construídas. Os conhecimentos de Geografia, por exemplo, podem ser muito enriquecidos com o saberes da Sociologia”, compara Harlei.

Lição do Equipe

Mas e se não der tempo de cumprir todo o conteúdo cobrado na Fuvest? “É uma escolha”, afirma Luciana Fevorini, diretora do Colégio Equipe, com linha pedagógica similar à do Oswald de Andrade. “Pensamento crítico e todo o conteúdo da Fuvest para passar no vestibular? É incompatível. Ele passa, mas não é o foco.”

A diretora também acredita que a expressão “formar alunos com pensamento crítico” esteja com o uso banalizado e não condizente com a prática de boa parte das escolas. “Fazer uma comemoração de Dia das Mães em parceria com SPA e lojas de beleza, por exemplo, diz muito sobre os valores de uma escola. Não dá para dizer que essa instituição instiga o pensamento crítico.”

Ao escolher o Equipe para que a filha Luiza Prates Pichirilli, de 15 anos, curse o ensino médio, a psicanalista Ana Laura diz ter buscado um colégio que trabalhe para que os alunos se transformem em “atores sociais que possam efetivamente contribuir com ações que transformem o mundo”. E isso não é subjetivo demais, exemplifica: às vésperas das eleições municipais, a escola promove o seminário Em Que Cidade Vivemos? Que Cidade Queremos?

Com palestrantes convidados e realização de plenárias, a ideia é ampliar nos alunos a capacidade de identificação dos problemas e de análise de propostas para a vida urbana em São Paulo. O tema pode não cair no Enem, mas o aluno terá seu senso crítico aguçado e, isso sim, lhe dará mais bagagem para resolver até questões desse exame.

Foco em Humanas: Formar um cidadão com pensamento crítico é prioridade nesse tipo de escola. Disciplinas como Psicologia podem ser encontradas na grade curricular. Apesar desse colégio não focar no ingresso à universidade, também prepara o aluno para lidar com o conteúdo pedido. É apenas uma forma diferente de chegar ao objetivo.

SERVIÇO

Colégio Oswald de Andrade

Mensalidade: infantil: R$ 2.204; fundamental I: R$ 2.413; fundamental II: R$ 2.721; médio: R$ 2.955

Nota no último Enem: 602 (objetiva); 679 (redação)

Matrículas: abertas (de acordo com a disponibilidade de vagas por série ou sala)

Site: www.colegiooswald.com.br

Colégio Equipe

Mensalidade: infantil: R$ 1.765; fundamental I: R$ 2.035; fundamental II: R$ 2.202; médio: R$ 2.327

Nota no último Enem: 601,55 (objetiva) e 650,23 (redação)

Matrículas: não há prazo fixo. O aluno recebe uma devolutiva sobre a participação no processo de entrada e a escola dá prazo de uma semana para a família efetuar a matrícula

Site: www.colegioequipe.g12.br

 

Por Ocimara Balmante, especial para O Estado de S. Paulo