by /0 comments

MEC anuncia R$ 2,7 bilhões para erradicar o analfabetismo infantil

A média nacional de crianças não alfabetizadas aos 8 anos chega a 15,2%, segundo o Ministério da Educação
O governo federal anuncia um investimento de R$ 2,7 bilhões nos próximos dois anos para que todas as crianças brasileiras sejam plenamente alfabetizadas em língua portuguesa e matemática até os 8 anos, ao final do terceiro ano do ensino fundamental. O investimento faz parte do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa lançado nesta quinta-feira, dia 8.

De acordo com dados do Ministério da Educação, a média nacional de crianças não alfabetizadas aos 8 anos chega a 15,2%. No entanto, essa taxa alcança índices bem maiores e em Estados como Maranhão (34%) e Alagoas (35%). A menor taxa é registrada na Região Sul, com 4,9% de crianças não alfabetizadas. O MEC informa que o impacto da reprovação de alunos, em toda a educação básica, vai de R$ 7 bilhões a R$ 9 bilhões.

A Agência Brasil noticia que 5.270 municípios e todos os Estados aderiram ao pacto.

O plano prevê a capacitação de 360 mil professores alfabetizadores. A agência de notícias do governo federal não informa, mas, segundo o jornal O Globo, estes docentes receberão uma bolsa mensal de R$ 150,00. Os chamados orientadores, que vão capacitar os professores alfabetizadores, receberão uma bolsa de R$ 750,00 mensais. Trinta e seis universidades públicas vão preparar cursos de 200 horas para uniformizar procedimentos educacionais em todo país.

O MEC fará duas avaliações para saber se o plano está funcionando. Ao final do 2º ano, será aplicada uma nova versão da Provinha Brasil, realizada pelos próprios professores dentro de sala de aula. No final do 3º ano, será aplicada uma nova prova, que ficará a cargo do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os recursos investidos no pacto também vão garantir a distribuição de 26,5 milhões de livros didáticos nas escolas de ensino regular e do campo, além de 4,6 milhões de dicionários, 10,7 milhões de obras de literatura e 17,3 milhões de livros paradidáticos.

Além das medidas anunciadas, a pasta vai investir R$ 500 milhões em premiação para as melhores experiências de alfabetização. A Agência Brasil não especifica se este dinheiro está incluído nos R$ 2,7 bilhões do plano.

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante disse que o programa é “a prioridade das prioridades do MEC”.

A presidenta Dilma Rousseff, que participou do lançamento, disse que é preciso perseguir as propostas do pacto de forma “obsessiva”. “Está em jogo o futuro do Brasil. A insuficiência de rendimento das crianças de escolas públicas está na raiz da desigualdade”, disse.ооо полигонмихаил безлепкин детисауна в доме