by

MEC recua de novo e desiste de filmar alunos cantando o Hino Nacional

O Ministério da Educação (MEC) recuou de novo e não vai mais pedir para as escola enviarem vídeos com alunos cantando o Hino Nacional perfilados ao lado da Bandeira. Em resposta ao Ministério Público Federal, a pasta alegou dificuldades técnicas  e de segurança para armazenar os vídeos.

A terceira carta enviada às escolas diz: “Em relação à mensagem anterior do Ministério da Educação (MEC), dirigida aos senhores e senhoras diretores e diretoras de escolas, por questões técnicas de armazenamento e de segurança, o ministro Ricardo Vélez Rodríguez decidiu suspender o pedido de filmagem e de envio dos vídeos por e-mail.”

A polêmica começou na segunda-feira, dia 26, quando o ministério enviou uma carta a todas as escolas do Brasil pedindo que lessem a carta com o slogan da campanha presidencial de Jair Bolsanaro. No documento, a pasta também solicitava que as instituições de ensino gravassem os vídeos e não pedia autorização dos pais. As ações eram voluntárias.

Diante da reação negativa de entidades ligadas à educação, na terça-feira o ministério enviou uma “carta atualizada” tirando o slogan Brasil acima de tudo, Deus acima de todos e informando que os vídeos precisavam da autorização dos pais.

Nesta quarta-feira, o MEC informou que desistiu de pedir os vídeos, mas não publicou nada em seu site. Já as duas primeiras cartas estão no site. A Agência Brasil, agência de notícias do governo federal, também não publicou o segundo recuo, embora tenha noticiado as duas versões anteriores.

A posição do MEC foi criticada tanto pelos secretários estatuais de educação quanto pelos secretários municipais. Estudantes foram estimulados a enviar vídeos ao ministério mostrando os problemas das escolas. Nas redes sociais, aparecem vários vídeos de escolas com problemas de infraestrutura. No interior de São Paulo, uma escola particular aceitou a pedido do MEC e publicou um vídeo dos alunos cantando o Hino e também o slogan da campanha eleitoral.

Leia também:

MEC cobra execução do Hino Nacional nas escolas

MEC tira de carta slogan eleitoral, mas mantém filmagem do Hino Nacional