Ministério Público investiga falta de professores em universidade federal - CGC Comunicação em Educação
  by /0 comments

Ministério Público investiga falta de professores em universidade federal

Estudantes dos cursos de letras e história da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul procuraram o Ministério Público Federal para reclamar da falta de professores em 14 disciplinas
Estudantes dos cursos de letras e história da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no Campus Pantanal, procuraram o Ministério Público Federal para reclamar da falta de professores. Segundo eles, 14 disciplinas estão sem professor.

O Ministério Público Federal encaminhou à Justiça uma ação civil pública, com pedido de liminar, para exigir a abertura de concurso público para preencher as vagas de professores.

Segundo o MPF em Corumbá, duas matérias de História, que seriam ministradas por professores de outros cursos, deixaram de ser oferecidas. Para suprir esta falta, a UFMS, decidiu desmatricular 88 estudantes.

O Ministério Público Federal informa ainda que em 2012, a situação tende a ficar pior, já que o curso de História deverá oferecer três novas disciplinas.

“Ainda que se fale em remanejar disciplinas para o semestre seguinte, ou alocar professores, essas medidas são insuficientes e contribuem para a manutenção do quadro geral de precariedade da educação no Campus Pantanal da UFMS”, afirma o procurador da República Wilson Rocha Assis.

Segundo o MPF, são necessários, no mínimo, três professores com regime de trabalho de 20 horas semanais ou dois professores com 40 horas semanais para o curso e História; e de um professor, com regime de pelo menos 20 horas semanais, para cada um dos cursos de Letras.

Não sendo possível a contratação imediata de docentes de carreira, o MP Federal solicita a contratação de professores substitutos, por tempo determinado, para atender a necessidade.Продвигаем веб-сайт бухгалтерских услугкак узнать количество запросов в гуглештукатурка декоративная купить