by

Os cuidados no ensino da informática nas escolas

Na era da informática, escolas já usam computadores para alfabetizar e ensinar história para crianças com menos de sete anos.

Dizem que é uma maneira de prender a atenção dos pequenos e facilitar o aprendizado. Mas, os especialistas alertam: é preciso tomar cuidado com os excessos.

Era da informação

Olhinhos vidrados na tela, a mão não larga do mouse. Quem nasceu na era da informação, trata o computador com intimidade. Nas escolas, o contato com a informática começa cada vez mais cedo.

Os educadores ressaltam: Mais importante do que o ensinar como utilizar o computador, é trabalhar os conceitos e o conhecimento dentro da sala de aula.

O computador, em muitas escolas, é usado como uma ferramenta a mais no processo da aprendizagem.

“Eles utilizam o espaço da informática, o ambiente de rede. A gente tem um ponto da internet de pesquisa, para fazer uma contextualização do conhecimento que a gente está produzindo em sala de aula e no espaço virtual também”, comenta Lucilene Varandas, professora de informática de uma escola.

Maria Guimarães Grupi, diretora de outra escola, comenta: “Ter o conhecimento é fantástico, o que os pais tem que tomar cuidado é pra que essa sedução não ultrapasse o limite da normalidade”.

Maria Angela Barbatto, pedagoga,  defende que os pais devam disciplinar o uso do computador, alegando “Que a criança tenha também a oportunidade de brincar com as próprias brincadeiras tradicionais e com seus próprios brinquedos, que ela possa escolhê-los. Tudo que é só dirigido, faz com que a criança não tenha autonomia”.

Os especialistas recomendam no máximo uma hora e meia por dia de brincadeiras informatizadas. Quanto mais nova for a criança, menor deve ser a dose.

Confira mais sobre o tema na matéria acima, produzida pelo Jornal 21.