by

Performance de uma pessoa escrita

Imagine sair pela cidade de São Paulo com a relíquia de uma máquina de escrever para encontrar alguém desconhecido, conversar, escutar, conhecer e escrever este diálogo possível.

Este é princípio do projeto “Performance de uma pessoa escrita”, idealizado pela professora do curso de Pedagogia no Instituto Singularidades, Tatiana Schunck. Ela contou esta história no programa Trilha de Letras, na TV Brasil, na última quinta-feira, dia 18 de maio de 2017.

Graduada em Licenciatura em Artes Cênicas pela USP, mestre em Artes pela UNESP, atriz e escritora, Tatiana foi protagonista do quadro “Dando a Letra”, um espaço dedicado aos empreendedores da literatura. No programa, Tatiana conta sobre o seu projeto “A Performance de uma pessoa escrita”, objeto de seu estudo de mestrado. Confira o depoimento de Tatiana Schunck.

Performance

“Performance de uma pessoa escrita é uma ação artística de escuta e de escrita que acontece nas ruas da cidade de São Paulo desde o ano de 2013. Acompanhada de uma máquina de escrever, eu saí por diversos espaços urbanos para encontrar alguém e escutar, conversar e escrever esta nossa possível conversa”.

“Quando a gente marca um encontro com o outro, normalmente a gente sabe com quem a gente vai encontrar, a gente sabe sobre o que a gente vai conversar e quem a gente vai ser nessa conversa. Nessa ação, eu não sei quem eu vou encontrar, eu não sei sobre o que eu vou conversar e eu também não sei quem seremos neste encontro”.

“Esta ação também foi objeto de estudo do meu mestrado em artes, onde justamente eu observava que narrativas eram possíveis de construir num encontro entre duas pessoas que não se conhecem num espaço urbano”.

“O próximo passo do projeto é transformar este calhamaço de narrativas, este material reunido, em livro, o livro “Performance de uma pessoa escrita”.

Confira o programa Trilhas e Letras neste endereço eletrônico. A participação dela começa no 10m52s

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone