by /0 comments

Pesquisa mostra a qualidade da escola pública municipal

Compromisso de ensinar cada aluno e uma rede solidária são os pontos em comum que garantiram bons resultados em 37 cidades

O compromisso com a aprendizagem de cada aluno e o trabalho em uma rede solidária. Estes são os pontos em comum que garantiram o sucesso na educação pública de 37 cidades brasileiras que registram um desempenho acima da média nacional no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), informa a Unicef. O resultado está na pesquisa Redes de Aprendizagem, que buscou identificar boas práticas das redes municipais em todo o País, divulgada nesta terça-feira, dia 25.

A partir de visitas aos 37 municípios, levantou-se um conjunto de 10 práticas eficazes: foco na aprendizagem, consciência e práticas de rede, planejamento, avaliação, valorização do professor, formação do corpo docente, valorização da leitura, atenção individual ao aluno, atividades complementares e parcerias externas.

As cidades foram escolhidas com base no cruzamento de dados socioeconômicas dos alunos, com informações dos municípios e com o Ideb. Os municípios visitados possuem características diversas, com população que varia de 6 mil a 788 mil habitantes e estão localizados nas cinco regiões do País.

Foram entrevistados dirigentes municipais de Educação, coordenadores pedagógicos, professores, alunos, pais, funcionários e conselheiros. Cada um falou as razões que acreditam ter sido importantes para a aprendizagem dos estudantes das escolas públicas municipais.

Segundo a representante do Uinicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier, “a pesquisa constatou que essas 37 redes têm em comum o compromisso com a aprendizagem de cada um de seus alunos e alunas. Esse compromisso se expressa na consciência e na atuação como uma rede que enfrenta os desafios e busca de soluções de forma, efetivamente, solidária”.

A pesquisa é uma parceria entre o Unicef, Ministério da Educação, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Instituto de Estudos Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Na noite de segunda-feira na abertura do 3º Fórum Nacional Extraordinário dos Dirigentes Municipais de Educação, o ministro da Educação Fernando Haddad, disse que as escolas que trabalham em rede funcionam melhor, pela troca de experiências, pelo sentido de comunidade e pelo caráter público que elas adquirem.

“Temos que parar de pensar em médias, somente em médias. Sabemos que o país tem uma enorme disparidade, mas temos que dar visibilidade aos municípios que têm um bom desempenho”, disse o ele em reportagem publicada no site do ministério.

Para a presidente da Undime, Justina Iva de Araújo Silva, a idéia é divulgar os casos de sucesso na escola pública e não apenas o lado negativo. “A tendência é divulgar os aspectos negativos. Com a pesquisa, queremos fazer o contrário, socializar as boas práticas”, disse.

Veja a íntegra da pesquisa Redes de Aprendizagem (em pdf)

 

Leia o artigo da representante da Unicef

 

Leia as reportagens publicadas nos jornais

O Estado de S. Paulo

Zero Hora

Folha de S. Paulo

Estado de Minas

O Globo

Valor Econômico

Correio Braziliense

O Popular

Ministério da Educação

torque pro руссифицированный для андроид скачать бесплатноshansofiдетские товар