by /0 comments

Presidenta cita escola integral para melhorar o ensino médio

Seis dias após a divulgação do Ideb, Dilma Rousseff fala sobre o tema e promete escola integral para os pobres
Seis dias após a divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a presidenta Dilma Rousseff falou sobre o tema no seu programa semanal no rádio. Ela reconheceu que é preciso fazer “um grande esforço” em relação ao ensino médio e citou como soluções para melhorar esta etapa a mudança no currículo e o ensino integral nas escolas. Pelo Ideb de 2011, a nota do ensino médio ficou em 3,7, o mesmo índice de 2009.

Segundo a presidenta, o programa de ensino integral chega hoje a 32 mil escolas públicas, sendo que em 18 mil delas a maioria dos alunos é beneficiário do Bolsa Família. O Brasil tem atualmente cerca de 150 mil escolas públicas de ensino básico. “A nossa prioridade é levar a educação integral para as famílias e as regiões mais pobres”, disse. Na opinião dela, para uma família sair da miséria os adultos precisam de um emprego e as crianças e os jovens necessitam de “educação e mais educação”.

No programa semanal de rádio, Dilma citou que no turno complementar às aulas os alunos têm acompanhamento pedagógico em áreas como português e matemática e atividades de música e esportes.

Dilma Roussef destacou que a nota 5 do Ideb dos anos iniciais do ensino fundamental superou as meta de 2011 e de 2013 e que nos anos finais do ensino fundamental – Ideb de 4,1 – a meta para 2011 também foi atingida.

A presidenta encerrou o programa dizendo que “a escola pública pode, sim, ser uma boa escola e esta vitória também é dos professores”.топодинtranslate to germanсветодиодные лампы москва