by /0 comments

Provinha Brasil terá avaliação de matemática e resultados divulgados

A secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, diz que o objetivo não é ter nota, ranking e nenhum tipo de meta

A Provinha Brasil, exame que avalia a alfabetização dos alunos do 2° ano do ensino fundamental da rede pública, terá mudanças este ano. A secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, disse, em entrevista ao movimento Todos Pela Educação, que as principais alterações são a avaliação de matemática e a divulgação dos resultados por amostragem.

A Provinha Brasil foi aplicada pela primeira em 2008, em duas etapas. Embora não seja obrigatória, o MEC garante que mais de 4 mil dos 5.565 municípios brasileiros aderiram ao exame. Neste ano, as provas também serão aplicadas duas vezes – no início e no final do ano. O exame de matemática será no meio de ano. Para 2010, a idéia e juntar as duas provas.

Na opinião dela, a divulgação dos resultados por amostras permitirá que as escolas comparem “os seus resultados para saber se estão abaixo ou acima da média e o que podem fazer para melhorar”. Maria do Pilar informou que no ano passado “os resultados não foram divulgados por dificuldades operacionais e técnicas”.

A secretária afirmou que não haverá uma divulgação de todos os dados das provas. “Nós não teremos uma divulgação por escola porque os objetivos da Provinha Brasil não é ter nota, ranking e nenhum tipo de meta”, disse. Ela admite que o Brasil ainda está “imaturo” para divulgar todos os resultados.

Maria do Pilar informou que a prova de matemática deve ocorrer primeiramente em “escala pequena”. “Vamos começar devagar para poder corrigir eventuais problemas, mas pretendemos aplicar maciçamente a partir do ano que vem”, informou. De acordo com ela, o MEC decidiu incluir a matemática porque é uma disciplina que “desenvolve partes importantes de competências e habilidades no primeiro ciclo do ensino fundamental”.

A secretária de Educação Básica do Ministério da Educação ressaltou na entrevista ao Todos pela Educação que o retorno mais importante obtido pelo MEC em relação à Provinha Brasil foi a formação dos professores. Ela acredita que o exame, além de medir o aprendizado do aluno, permite ao professor rever o processo de ensino e dar atenção aos alunos com maiores dificuldades. “Os professores e os gestores sentiram um documento profundo em relação à alfabetização e a reflexão do trabalho com o professor”, disse.

Na entrevista, Maria do Pilar disse que o MEC está empenhado em melhorar a articulação com os novos prefeitos e secretários municipais de Educação. Ela destacou o encontro no início de fevereiro “com os secretários das 156 maiores cidades brasileiras, que representam 40% das matrículas do ensino fundamental”, além de reuniões regionais com o apoio da Undime. A secretaria disse que objetivo destes encontros é “formar e informar os novos secretários sobre todo o marco legal que um gestor precisa conhecer para exercer a sua função”, além de divulgar as ações do ministério.

Ela destacou entre as principais ações, além da Provinha Brasil, o Pró-letramento, um programa de formação de professores de alfabetização. “No último nós atingimos 300 mil professores nas séries iniciais, que passaram por essa formação. Quando as escolas identificam deficiências e nos procuram, fazemos a sua adesão ao programa”, disse.

Leia a entrevista completa dada ao Todos Pela Educação

раскрутка порталаинтернет продвижение сайтадля диагностики