by /0 comments

Queda no desempenho de alunos faz bônus cair pela metade em São Paulo

A presidente do sindicado dos professores (Apeoesp), Maria Isabel Noronha, distribuiu uma nota dizendo que há casos de profissionais que receberão R$ 0,48

A queda no desempenho dos alunos no Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) fez cair pela metade o gasto da Secretaria da Educação com o pagamento do bônus.

Segundo o Jornal da Tarde, o valor pago a 190 mil profissionais de 3.778 escolas – 75% das 5.019 unidades – foi de R$ 340 milhões. Em 2010, foram R$ 655 milhões.

O número de escolas que não receberam o bônus triplicou. Em 2010, 510 colégios (9,9% do total) não receberam o dinheiro extra. Neste ano, foram 1.474 escolas (29,1% da rede).

As escolas do extremo da zona leste da capital têm as piores médias de desempenho de estudantes da cidade: 0,278 no índice de cumprimento de metas.

O professor Ocimar Avelarse, da Faculdade de Educação da USP, disse à repórter Ocimara Balmant que “a meta torna a escola mais objetiva, mas é preciso ver se o que pedem é plausível”.

A presidente do sindicado dos professores (Apeoesp), Maria Isabel Noronha, distribuiu uma nota dizendo que “milhares de professores estão indignados com os valores irrisórios” e que “há casos de profissionais que receberão R$ 0,48”. Em seu blog, ela clássica os valores de “verdadeiro escárnio”

Segundo ela, o governo usa o dinheiro do Fundeb, que deve ser destinado ao pagamento de salários, para o bônus. Ela calcula que se o governo usasse o dinheiro gasto com bônus em salários “poderia conceder ao magistério, da ativa e aposentados, uma reajuste linear de 9%”

шпионские программыhewlett packard 500хамам в квартире