by /0 comments

São Paulo decide transferir para escola decisão sobre reforço escolar

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, os colégios terão de provar que possuem salas de aulas e professores disponíveis

Após cindo dias de informações desencontradas sobre o reforço escolar, a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo decidiu que a recuperação será feita apenas nas escolas que solicitarem. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, os colégios terão de provar que possuem salas de aulas e professores disponíveis. A secretaria não informou quantas escolas tem condições de fazer a recuperação.

A polêmica sobre o reforço escolar começou na última sexta-feira, dia 23, quando o jornal informou que o reforço seria extinto. No dia seguinte, o repórter Fábio Takahashi noticiou que o governador Geraldo Alckmin negou o fim da recuperação para os alunos com dificuldades. Na quarta-feira, o secretário Herman Voorwald anunciou a nova decisão.

O secretário negou que tenha alterado a sistema e disse que a confusão aconteceu porque os docentes não definiram as aulas de reforço no começo do ano, como tradicionalmente ocorria. Ele afirmou que antes “tinha turma montada, sem aluno, com professor ganhando” e que as classes de reforço serão montadas após as provas, neste mês.

отзыв Topodinмакияж губaquaelite