by /0 comments

Secretaria de Educação da Paraíba distribui material didático com erro

Erro começa pela capa da apostila de Língua Portuguesa, com a palavra língua sem acento e portuguesa com um acento circunflexo, revela o Jornal da Paraíba

Estudantes da rede pública de ensino da Paraíba encontraram diversos erros de português nas apostilas distribuídas pela Secretaria Estadual de Educação no Cursinho Pré-Vestibular, mantido pelo Governo do Estado, revela o Jornal da Paraíba desta sexta-feira.

Foram entregues aos pré-vestibulandos dez mil caderno divididos em dois módulos. O primeiro, com temas de leitura e produção de texto, Literatura, Inglês, Língua Portuguesa e História; o segundo, com Geografia, Matemática, Física, Química e Biologia.

O estudante do 3º ano do ensino médio Felipe Pontes disse ao repórter André Gomes que encontrou “erros gritantes” já na capa da apostila. “O mais impressionante é que os erros de português já começam pela capa quando traz o termo Língua Portuguesa de forma totalmente errada com a palavra língua sem acento e portuguesa com um acento circunflexo”, disse ele, que vai concorrer a uma das 60 vagas oferecidas pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no curso de jornalismo.

Para o estudante, o Estado deveria ter mais cuidado ao elaborar as apostilas. “Como a gente pode confiar quando os erros já começam na capa. Muitos sabem que as palavras estão escritas de forma errada, mas outros não e podem pensar que a forma certa é aquela”, afirmou. Segundo ele, há erros de concordância e de grafia.

A estudante Mariana Santos também disse ao jornal que a grafia de forma errada chamou a atenção de vários colegas. “Já fiz o ano passado e não tinha esses erros grosseiros. Isso é um absurdo ainda mais em apostilas distribuídas entre tantos alunos que estão se preparando para o vestibular. O mínimo a ser feito agora é o Estado trocar as apostilas por outras escritas de forma correta”, afirmou.

Outro problema apontado é falta de revisão, já que a separação indevida das sílabas de diversas palavras aparece várias vezes.

A professora de Língua Portuguesa Verônica de Sá Andrade destaca que o fato é preocupante ainda por causa da recente revisão ortográfica. Segundo ela, muitos alunos podem achar que aquela é a nova grafia da palavra e isso pode prejudicá-los na escola e na prova do processo seletivo. “Existem aqueles alunos mais atentos e que, com certeza, saberão verificar os erros, mas outros são dispersos e podem achar que depois da modificação ortográfica aquela seja a palavra correta”, disse.

A coordenadora do ensino médio do Estado, Tereza Fernandes, disse que o material foi elaborado pela mesma equipe dos anos anteriores. Ela admite que fez a revisão e não constatou erro grave. Ela reconhece, no entanto, que algum erro de digitação pode ter passado. “Acredito que não tenha algum erro grave, mas se tiver vamos elaborar uma errata e distribuir com todos os nossos estudantes”, disse.

O cursinho pré-vestibular funciona nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Guarabira, Cuité, Monteiro, Itaporanga, Catolé do Rocha, Cajazeiras, Sousa, Princesa Isabel e Itabaiana.

translating &инструменты для визажистаlaunch