by /0 comments

Seis são condenados à prisão por desviar a merenda no Pará

Caso foi denunciado há 17 anos. Foram desviados mais de R$ 17 milhões, relata o jornal O Globo

Seis servidores da Secretaria de Educação do Pará foram condenados a seis anos de prisão, em regime semi-aberto, por desvio de mais de R$ 17 milhões da merenda escolar. Eles também perderam o cargo e terão que pagar multa, noticia o jornal O Globo. O valor da multa não foi informado.

A investigação foi aberta em 1994, a pedido da Fundação de Assistência ao Estudante (FAE). Dez anos depois, em 2004, a justiça condenou os réus José Francisco da Silva Arias, Evandro Nunes de Araújo, Célia Mota Rodrigues de Souza, Deuzarina Nazaré Mardock Nunes, Nilma do Socorro Nogueira Machado e Maria da Graça Nabiça de Oliveira. Nesta semana, a decisão foi confirmada, informa o repórter Evandro Corrêa

Nas investigações constatou-se que na administração do então secretário Romero Ximenes Pontes foram adquiridos 70 toneladas de frangos da firma LA. Bastos, mas só uma pequena parte destinou-se às escolas.

Em sua sentença, o juiz Rubens Rollo ressaltou que o processo demonstra o descaso, a incompetência e a irresponsabilidade com o dinheiro público.

консилерыSEO-продвижение корпоративных веб-сайтовfree cazino