by /0 comments

Sem água, escola rural suspende aulas no Maranhão

Os pais precisaram levar água de casa para encher os reservatórios da escola, relata o jornal O Estado do Maranhão

A escola municipal de educação infantil Meus Amiguinhos, no Quebra-Pote, na zona rural de São Luís, é um retrato fiel do descaso das autoridades com a educação. Segundo reportagem do jornal O Estado Do Maranhão, os 186 alunos ficaram uma semana sem aulas por falta de água. Os pais precisaram levar água de casa para encher os reservatórios da escola.

Os pais informaram que o problema começou após a quebra da bomba d’água do colégio, no fim de outubro. As aulas só foram retomadas na segunda-feira, dia 14, mesmo assim de forma improvisada.

Diariamente, pais de alunos vão para a escola com baldes de água para armazenar em tonéis próximos da cozinha. Eles informaram que a direção do colégio já solicitou o conserto da bomba d’água à Secretaria Municipal de Educação, mas nada foi feito até agora.

O comerciante Carlos Magno, de 39 anos, pai de uma aluna, estava revoltado e culpou a Prefeitura. “Minha filha teve de ficar em casa procurando o que fazer porque não havia água na escola. É uma situação, no mínimo, revoltante”, disse ao jornal.

Além da falta de água, o colégio sofre com a falta de materiais de limpeza, como detergente, desinfetante e água sanitária. De acordo com pais, todo o material de limpeza usado na escola é comprado pela diretora ou pela comunidade, após a realização de brechós de roupas usadas no colégio.

O jornal noticia ainda que a escola tem apenas dois banheiros infantis, que são usados também pelos adultos. A solução foi desativar uma sala de aula para construir um banheiro adulto. As obras, no entanto, pararam e não há data para serem concluídas. A reportagem informa que com a desativação da sala os alunos tem aulas no corredor, no turno da manhã.

A comunidade do Quebra-Pote diz que pelo menos 60 crianças na região estão fora da escola por falta de vagas. A Meus Amiguinhos é a única de educação infantil que atende 10 bairros da zona rural de São Luís, entre os quais Quebra-Pote, Santa Helena, Parque Brasil e Itapera.

O Estado do Maranhão informa que não encontrou a diretora da escola para comentar as denúncias.

JP-Studioкак подобрать цвет румянкупить для бани