by /0 comments

Senado aprova cota de 50% nas instituições de ensino superior federais para aluno da escola pública

A medida tem validade de dez anos. O projeto segue para a sanção presidencial
O Senado aprovou na noite de terça-feira, dia 7, um projeto que prevê 50% das vagas nas instituições de ensino superior federais pelo sistema de cotas. A medida tem validade de dez anos. O projeto segue para a sanção presidencial.

Metade das cotas, ou 25% de vagas, será destinada aos estudantes negros, pardos ou indígenas de acordo com a proporção dessas populações em cada Estado, segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os outros 25% serão para os estudantes que cursaram todo o segundo grau em escolas públicas e cujas famílias tenham renda per capita até um salário mínimo e meio.

O projeto assegura metade das vagas por curso e turno.

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) foi o único senador a votar contrariamente ao projeto em Plenário.

O presidente do Movimento dos Sem Universidade (MSU), Sérgio Custódio, acredita que o projeto irá valorizar a escola pública. “Isso faz com que as famílias da sociedade brasileira passem a olhar com outros olhos a escola pública, porque ela passa a ser um ponto da esperança de realização do nosso filho de ir para a universidade, uma realidade presente na chamada nova classe média brasileira, que é um universo de quase 100 milhões de pessoas”, afirmou, em nota.

O coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, disse, também em nota que o projeto “coloca a educação pública no centro do debate”.interpreter and translation servicescopywriting for websitesбак в