by

Tecnologia substitui o giz nas escolas

Sai o giz e entra tecnologia de ponta

Cada vez mais, os alunos deixam o giz, utilizado para a escrita na lousa, e aprendem novas tecnologias nas escolas.

Em frente a losa hight tech, o professor. Os estudantes seguem a mesma cartilha: dispensaram os cadernos e agora usam apenas o computador para descobrir o novo.

O aluno afirma: “Aprendo de forma mais divertida”.

A aula de geografia é um passeio por pontos famosos de São Paulo e termina com uma visitinha virtual à casa de cada um dos estudantes. Para ta, utilizam aplicativos como Google Earth e Google street view. A aula de biologia é em 3D e, por isso, os alunos recebem óculos especiais para entrar nas células, por exemplo.

Até a robótica entrou na sala de aula

Em uma escola de São Paulo, os alunos aprendem mecatrônica a partir dos sete anos de idade. Pela qualidade dos projetos, esses estudantes estão prontos para receber nota 10!
Mas, hoje, eles queriam mesmo era conhecer o robô Qrio, robô japonês que pesa 7 kilos, tem meio metro, adora futebol e é capaz de reconhecer sons de pessoas, falando até um pouco de português.

Confira sobre o tema assistindo a matéria, produzida pelo Jornal da Noite, acima.