Unicamp participa da Campanha Todos pelas Vacinas com Blogs de Ciência

Os Blogs de Ciência da Unicamp, projeto que reúne pesquisadores de diversas áreas e promove a divulgação científica de forma prática e acessível, é uma das instituições parceiras da campanha Todos pelas Vacinas. A ação é uma iniciativa realizada por 21 entidades e grupos científicos do país com o objetivo de agregar e difundir conteúdos multimídia sobre as vacinas contra o coronavírus e ampliar o apoio à campanha de vacinação e à ciência. Pesquisadores, professores, alunos e funcionários da Universidade podem participar com a produção de materiais informativos e com vídeos de divulgação da campanha. 

imagem mostra um círculo verde com as frases todos pelas vacinas e o personagem zé gotinha no centroPágina da campanha oferece aos usuários filtros para redes sociais em apoio à vacinação contra o coronavírus

“Nós, que apoiamos as vacinas, somos um grupo muito maior do que parece. Às vezes, parece que os movimentos antivacina estão em maior número, mas não estão. Existe uma grande massa de pessoas que concordam com as vacinas e, por isso, nosso objetivo também é cobrar que as vacinas cheguem a todos”, comenta Ana Arnt, professora do Instituto de Biologia (IB) da Unicamp, coordenadora do projeto Blogs de Ciência e uma das organizadoras da campanha. Desde o início da pandemia, o portal dos Blogs de Ciência mantém uma página especial com conteúdos sobre a Covid-19. Com o início das discussões a respeito das vacinas que protegem contra o SARS-CoV-2, o tema passou a ter destaque entre as matérias veiculadas na página. 

Ana explica que a campanha surgiu no início deste ano para dar visibilidade a todo o trabalho que vinha sendo desenvolvido pelos diversos grupos parceiros e também para ampliar entre as pessoas a cultura de valorização das vacinas: “O intuito não foi apenas produzir materiais, porque nós já estávamos produzindo, mas agregar pessoas que estavam dispostas a falar sobre a campanha. Todos esses grupos começaram a trabalhar mais intensamente a partir do dia 10 de janeiro deste ano, lançamos o site no dia 18 e o lançamento da campanha foi no dia 21 de janeiro”. 

A mobilização virtual realizada em 21 de janeiro conseguiu elevar a visibilidade dos conteúdos produzidos pelos Blogs de Ciências. Dados coletados entre os dias 15 e 21 de janeiro, de maior ênfase da campanha nas redes, mostram que o portal do projeto registrou 106.195 visitas apenas neste período, enquanto a página especial sobre a Covid-19 teve 21.977 acessos. O trabalho voltado à pandemia também ampliou o alcance do conteúdos dos Blogs: em 2020, foram 3,89 milhões de acessos ao portal e 745.828 visitas à página especial. Para efeito de comparação, ao longo de 2019 foram registradas 669.312 visitas ao portal. 

imagem mostra gráfico de movimentação no twitter com a hashtag todos pelas vacinasGráfico mostra as interações no Twitter com a hashtag #TodosPelasVacinas. Em verde, as interações de pesquisadores, ativistas e políticos; em azul, as interações de sites perfis de temas generalistas; e em rosa, a ação digital dos Kpoppers, grupos de fãs de pop coreano (crédito: Rafael Calabria)

Graças às ações de compartilhamento dos materiais da campanha com a hashtag #TodosPelasVacinas, cresceu também a popularidade nas redes sociais. No Facebook, a campanha chegou a 29.399 usuários. Foram registradas 326 mil impressões no Twitter e 62.082 impressões no Instagram. “Ficamos nos trending topics do Twitter, entre os dez primeiros por quase oito horas e em primeiro lugar por cerca de duas horas. Para isso, tivemos apoio dos Kpoppers, a comunidade de fãs de pop coreano, que se organiza para twittar e subir hashtags, e apoio também da KondZilla, produtora de funk que produziu o clipe com o Instituto Butantan. Foi impressionante!”, detalha Ana. 

Todos podem participar

A campanha Todos pelas vacinas conta com dois tipos principais de colaboração. Um deles é na divulgação da própria campanha pelas redes sociais. No site todospelasvacinas.info é possível encontrar banners, filtros para Facebook e Instagram e outros modelos de postagens. Os organizadores pedem que eles sejam compartilhados com a hashtag #TodosPelasVacinas, o que facilita no mapeamento das ações. No site ainda é possível conferir conteúdos informativos e que desmentem fake news em texto, áudio e vídeos. 

imagem mostra cartum produzido por laerte coutinho em apoio à campanhaConteúdos em texto, imagens, áudio e vídeo podem ser conferidos e compartilhados no site da campanha

A organização também convida a comunidade da Unicamp a divulgar a campanha por meio de vídeos ou outras peças artísticas, assim como foi feito pela cartunista Laerte Coutinho, a atriz Denise Fraga e a sambista e deputada estadual Leci Brandão. Neste caso, representantes de laboratórios, grupos de pesquisa ou unidades podem gravar vídeos de até um minuto, dizendo quem são, a qual unidade fazem parte e que apoiam a Campanha Todos pelas Vacinas. Eles podem ser enviados para o e-mail blogs@unicamp.br e serão compartilhados pela organização. 

Outra modalidade de participação é o envio de sugestões de pautas e de conteúdos ao projeto Blogs de Ciência. “Temos lançado pedidos de pauta, então todas as áreas que têm produzido conteúdos sobre a pandemia, mesmo sem vinculação com o projeto Blogs de Ciência da Unicamp, podem mandar sugestões de textos para nós. Tudo passa pela nossa curadoria, para uma adequação de linguagem, mas nós aceitamos essa colaboração”, esclarece Ana Arnt. As sugestões e textos podem ser enviadas também ao e-mail blogs@unicamp.br. 

Originalmente publicado em...