Unicamp consolida inclusão e alcança 50% de alunos da rede pública aprovados no Vestibular 2021

O número de estudantes de escolas públicas aprovados na primeira chamada do Vestibular Unicamp 2021 chegou a 49,8% do total de convocados. Dos 3.247 aprovados, 1.616 estudantes fizeram o ensino médio em escolas da rede pública de ensino. O índice supera o do ano anterior, quando o percentual foi de 47,5% (1.510 estudantes), somadas as modalidades Vestibular e Enem. Este ano o Vestibular absorveu as vagas da modalidade Enem-Unicamp, que não foi oferecida.

Outro percentual que registrou aumento significativo foi o de estudantes de baixa renda beneficiados com a isenção total da taxa de inscrição. Este ano, na primeira chamada foram aprovados 629 candidatos isentos, o que representa 19,4% do total de convocados. O número é bastante superior ao do ano passado, quando haviam sido convocados em primeira chamada, 281 estudantes beneficiados pela isenção no Vestibular e outros 104 na modalidade Enem, totalizando 385 isentos e um percentual de 11,9%.

Em relação à aprovação de estudantes autodeclarados pretos, pardos e indígenas na primeira chamada do Vestibular 2021, o índice ficou em 33,8% do total, o que significa 1.098 estudantes. Em alguns cursos, o índice chegou a 50% ou próximo, como em História (50%), Ciência da Computação (50%), Ciências Econômicas (48,6%), Química (46%) e Enfermagem (45%). No ano anterior, o percentual registrado foi de 36,7%, somadas as modalidades Vestibular e Enem, o que representou 1.183 estudantes pretos e pardos aprovados.

Desde o Vestibular 2019, a Unicamp adota a política de cotas para estudantes autodeclarados pretos e pardos, que visa garantir um percentual mínimo de 25% dos matriculados em todos os cursos e turnos. Já os candidatos oriundos de escolas públicas podem participar do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS), que prevê bonificação nas notas da primeira e da segunda fase. O PAAIS vigora desde 2004.

O diretor da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), José Alves de Freitas Neto, ressaltou que a Unicamp cumpre, com esses indicadores, as metas de inclusão mesmo no contexto da pandemia. Para ele, “Os números estão relacionados com as políticas adotadas de migração das vagas da modalidade Enem-Unicamp para o Vestibular e também pela forma como a prova foi concebida”, disse José Alves.

Todos os aprovados na primeira chamada do Vestibular Unicamp 2021 deverão fazer a matrícula eletrônica exclusivamente no dia 15 de março, das 9 às 17 horas, na página da Comvest: www.comvest.unicamp.br. A Comissão irá divulgar a lista de convocados em segunda chamada no Vestibular Unicamp 2021 no próximo dia 17 de março. Estão previstas até sete chamadas. As notas dos candidatos no Vestibular 2021 estarão disponíveis a partir do dia 10 de março, na página da Comvest.

Originalmente publicado em...