Com mais de mil filmes classificados pela BNCC, TamanduaEdu anuncia contratos com grupos educacionais

A plataforma de streaming para uso em educação TamanduaEDU.com.br já contabiliza em seu acervo quase 2 mil conteúdos selecionados por pedagogos entre filmes, documentários e animações de produção nacional e internacional. De acordo com a plataforma, mais da metade dos filmes disponíveis estão classificados segundo a BNCC (Base Nacional Curricular Comum) para uso por professores e alunos de todos os níveis de ensino, áreas de conhecimento, componentes curriculares e habilidades.

O serviço foi contratado em janeiro passado para todos os alunos da paulistana Escola da Vila, e está ainda em mais quatro escolas do grupo Bahema Educação, além da escola Gay Lussac, em Niteroi (RJ), pertencente ao grupo Cognita.

E equipe pedagógica de cada grupo educacional seleciona, do acervo da plataforma uma média de 450 filmes iniciais para montar seus “planos” de forma customizada em sintonia com seus currículos e com a sua marca. Os alunos tornam-se elegíveis para acessar os acervos segmentados por cada nível de ensino e assistir aos filmes indicados pelos professores, seja na escola, com amigos ou com familiares.

Os professores e pedagogos das escolas podem também criar “trilhas formativas audiovisuais” reunindo coleções de filmes, para alcançar um conhecimento mais amplo, por exemplo, sobre história política do brasil, de Juscelino à Constituinte. A coleção reúne documentários premiados como “Os Anos JK”, “Jango”, “O dia que durou 21 anos”, “Tancredo”, “Ulysses Cidadão” e “A Constituinte de 1988”.

Os pedagogos podem elaborar e gravar planos de aula para uso de filmes individuais ou coleções e os professores podem compartilhar o resultado de seus projetos utilizando os filmes em um banco de relatos de uso, que auxilia outros professores a pesquisarem experiências por disciplinas e até por palavras no texto dos relatos.

Segundo Julio Worcman, idealizador da plataforma TamanduaEdu.com.br, o serviço reúne os conteúdos que a escola e o professor precisam para informar e engajar seus alunos sobre os temas da atualidade e em disciplinas que, com o apoio dos filmes, tornam-se também uma atividade de entretenimento.

O projeto é a evolução de uma experiência gratuita anterior, patrocinada pela Petrobras, entre 2007 e 2011, o CurtaNaEscola.org.br, que atraiu o interesse de 27 mil escolas e 68 mil educadores de todo o Brasil.

Evento

Os modelos de streaming de nicho no Brasil são tema de debate no Brasil Streaming 2021, realizado por TELETIME e TELA VIVA, de forma virtual nos dias 26 e 27 de abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *