Com programação variada, Nossa Rádio Barão informa, diverte e une a comunidade escolar da capital

As ondas digitais da rádio comunitária da Escola Estadual Barão Homem de Mello, na zona norte paulistana, têm transformado a rotina dos estudantes. Um microfone na mão e muita criatividade para contar histórias e criar uma variedade infinita de conteúdos. Todos eles, aliás, passam pela curadoria e incentivo do autor do projeto: o paulistano Higor Ricardo, 34, professor de Matemática, Física e, agora, às sextas-feiras, também de Tecnologia e Inovação – um dos três componentes curriculares propostos pelo Inova Educação nas escolas PEI (Programa de Educação Integral).

A Nossa Rádio Barão (linkar com https://zeno.fm/peibarao/), disponível na plataforma Zeno FM e também no Sportify, é resultado de um encontro quase perfeito: um desejo pessoal antigo e a oportunidade proporcionada pela disciplina. Boa parte do conteúdo das aulas semanais é aplicado na prática. A programação traz lendas urbanas, podcast com histórias diversas, programas de rádio a até uma entrevista com a diretora da escola, Maria do Rosário.

Higor lembra que tudo começou ainda na adolescência, quando era aluno da Escola Municipal Professor Antônio D’Ávila, na Cidade Tiradentes, em meados de 2003. Por lá, teve o primeiro contato com um curso Educom.rádio, promovido pela rede municipal em parceria com a USP (Universidade de São Paulo).

Na época, segundo o então aluno, depois de uma grande participação da comunidade escolar, a prefeitura equipou a escola com itens de rádio. Higor lembra que a rádio comunitária dentro da escola conseguiu mudar muita coisa na comunidade. “A rádio trouxe esperança às pessoas. Pude ver de perto que a oferta de educação pode salvar vidas. Eu mesmo mudei muito depois de participar do projeto. Aprendi, evoluí e cheguei a representar a Diretoria Regional em uma viagem a Brasília”, conta.

Bons tempos que nunca deixaram a memória. E por que não proporcionar esses aprendizados aos jovens atuais? Ciente do poder transformador e educacional da ferramenta, essa experiência foi determinante para o projeto de vida do docente, que iniciou carreira na rede pública estadual em 2011. “Ao entrar no magistério, sempre tive comigo o objetivo de montar rádio em qualquer escola que eu passasse”, revela Higor.

E, assim, com isso em mente, a oportunidade, enfim, apareceu. Neste ano, foram atribuídas ao professor as turmas de Tecnologia e Inovação do 6°, 7° e 8° anos do ensino fundamental. Nas aulas, entre outros pontos, os alunos aprendem sobre dicas de comunicação para montar um podcast, uso dos smartphones, ferramentas atuais, redes sociais e postagem conteúdos no YouTube, por exemplo. Atualmente, mais de 30 alunos estão envolvidos na rádio com a proposta de produzir narrativas digitais e levá-las ao ar.

Novos talentos e programação especial no Dia dos Namorados

A rotina é levada de forma “leve”, mas exige comprometimento. Os alunos se dividem (e, muitas vezes, se divertem) em algumas tarefas. Entre elas, produção de roteiro, sonoplastia, criação da história, garantir a veracidade com as fontes, gravação e edição. Desta forma, vivem experiências únicas, como conta a estudante Noemy Costa, 13, do 8° ano. “Adoro me comunicar de diferentes formas. Na rádio, tenho aprendido muito com as pesquisas feitas antes das gravações. E isso tudo estimula nossa curiosidade e imaginação. Nos mostra que o conhecimento nunca é demais, porque sempre temos algo para compartilhar”, comenta.

A equipe e o alcance da Nossa Rádio Barão podem ficar ainda maior. Já existem algumas conversas para o 9° ano e o ensino médio da escola serem inseridos, em breve, no projeto. E o pontapé inicial pra isso já aconteceu e, claro, com um grade motivo: a programação especial prevista para o Dia dos Namorados, em 12 de junho, a partir das 10h.

O time está maior depois da chegada de Pedro Natan, 16, do 3° ano do ensino médio. O mais novo locutor da Nossa Rádio Barão revela que a primeira experiência de “emprestar” a voz tem sido desafiadora e de muito aprendizado. “Tenho gostado bastante das técnicas para trabalhar com a voz, para mantê-la uniforme, aquecida. São aprendizados que vou levar pra minha vida inteira”, revela.

Projeto interescolar
E a rede de apoio da Nossa Rádio Barão deve aumentar nas próximas semanas. Professores e alunos interessados em produção de podcasts já se movimentam nas escolas estaduais Caetano de Campos e São Paulo – ambas PEIs – para compor o time. O Colégio São Paulo, inclusive já conta com uma Eletiva focada em produção de conteúdo sobre filmes.

Gostou do projeto? Saiba mais
https://www.peibarao.site/

Ouça a programação
https://zeno.fm/peibarao/

Originalmente publicado em...