Reitoria assegura reabertura de 10 leitos da UTI COVID com nova empresa de médicos

A superintendência do Hospital de Clínicas da Unicamp reabriu nesta segunda-feira (05-07), os 10 leitos de UTI COVID desativados no dia 10 de junho, devido ao cancelamento do contrato por descumprimento de cláusula contratual com a empresa responsável pelos médicos. A partir da reabertura uma nova empresa, com sede em São Paulo, assume com médicos os 10 leitos. Foram pesquisadas no mercado mais de 10 empresas, sendo que a maioria não possuía médicos intensivistas disponíveis.

A contratação da empresa com os médicos intensivistas foi garantida pela reitoria da Unicamp e contou com uma força tarefa integrada pela Diretoria Executiva da Área da Saúde (DEAS), pela superintendência do HC e pela Fundação de Desenvolvimento da Universidade de Campinas (Funcamp).

Já o custeio com contratações de profissionais de enfermagem e fisioterapia, medicamentos e insumos médico-hospitalares para UTI COVID serão garantidos pela Secretaria de Estado da Saúde por 90 dias. A reitoria também vem assegurando recursos financeiros destinados à compra de EPIs, medicamentos e insumos e materiais médico-hospitalares.

Matéria original publicada no site do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp.  

Originalmente publicado em...